Paris Fashion Week | Primavera 2019 | Zuhair Murad

Você já imaginou como seria uma discoteca dos anos 70 no fundo do mar? Se você nunca parou para pensar sobre o babado que essa mistura daria, Zuhair Murad não só pensou, como fez toda uma coleção com essa inspiração.

O estilista libanês mergulhou todos no fundo do mar durante essa temporada da Paris Fashion Week.

“A inspiração foi toda sobre o mar, o mundo do mar profundo, o mar das praias, de dentro e de fora”, explicou nos bastidores. Também citando Cher, Jerry Hall e Bianca Jagger, mulheres poderosas dos anos setenta e início dos anos oitenta, o designer navegou entre uma atitude mais sexy e rock – projetada com ombros mais afiados – e um lado mais suave e romântico.

O resultado como esperado é glamour com uma paleta de cores do azul-claro ao coral, peças ultra femininas com fendas, decores e macacão de cintura alta e as pernas da calça cortam estilo discoteca.

Você vai querer mergulhar nesse mar e usar todos os modelos. Vem ver.

Nesse mar não poderia faltar uma noiva bem deusa. Confere.

E aí? Amaram? Eu amei todos, sobretudo os esvoaçantes.

Inspirem-se.

Paris Fashion Week | Primavera 2019 | Elie Saab

Entra ano e sai ano e Elie Saab continua fazendo a mesma coisa: nos embasbacando com brilhos, canutilhos, lanteloulas e pedrarias. Achamos ruim? Nem um pouco. Só lamentamos não ter a mega sena da virada para usar um desses modelitos desfilados ontem na Paris Fashion Week, primavera 2019.

Qual a inspiração para essa coleção? Uma deusa marinha submersa saindo da água para a terra. Por isso o estilista libanês usou uma paleta aquática, com ramos de rendas ou lantejoulas em forma de coral rastejando pelos corpos de terninhos e vestidos feitos sob medida, ou usados ​​como padrões de ouro em vestidos de tule com decotes orgânicos. Mas o estilista também procurou evocar ondulações e formas de flora subaquática através de camadas ondulantes, efeitos plissados ​​e babados.

Mas se a inspiração era uma deusa aquática, também se percebe a vibe clássica de Old Hollywood, com alguns modelos com fendas e decotes drapeados e assimétricos.

Não sei vocês, mas eu queria quase todos os modelos, inclusive os vestidos com transparência, um estilo sereia sexy by Elie Saab. Mas tem os vestidos de um ombro só, modelos com frente única e cintura marcada. Acho que quero todos mesmo. Vem ver.

E fechando o desfile, temos a noiva de Elie Saab, sempre muito básica como vocês podem observar.

Sempre incrível, não é mesmo? E acho que no meio de tanto luxo, há muitas inspirações possíveis para madrinhas e até mães de noivos.

Inspirem-se

Paris Fashion Week | Zuhair Murad

Na semana de alta costura em Paris, com todos aqueles vestidos mega exclusivos de estilistas renomadíssimos, a gente sempre se pergunta porque não tirou na mega sena da virada. Mas sabe aquela máxima de que olhar não custa nada? Além disso informação e atualização com tudo o que está acontecendo sempre é importante. Então, não tem como deixar passar um desfile de Zuhair Murad na Paris Fashion Week e desejamos ansiosamente conferir esses vestidos em mulheres reais ou quase nos próximos tapetes vermelhos.

E sempre podemos nos inspirar e conferir o que mais cedo ou mais tarde será traduzido para a vida real. Talvez os termos “alta costura” e “vida real” não combinem na mesma frase. Mas o que importa é conferir esse deslumbramento de vestidos.

Sobre a coleção o estilista Zuhair Murad disse: “Tenho muito respeito pelas culturas nativas. Sem eles, não estaríeamos aqui. Eles nos deixaram um patrimônio ilimitado de arte e beleza “. Com essa frase fica mais do que clara a inspiração étnica da coleção de primavera da alta costura do libanês. O designer buscou referências nas culturas dos nativos americanos e das primeiras nações.

O simbolismo e o vocabulário visual das culturas nativas americanas, os Sioux, os Navajos e os Iroquois em particular, estão impressos nos modelos através de pictogramas geométricos e suas formas hiper femininas, franjas e uma paleta de vermelho, branco, ouro e preto.

Você vai desejar esse mistura de luxo com arte étnica, plumas, penas e brilho. Vem ver.

 

Como finalizamos um desfile desses? Com uma noiva luxuosa, indígena e étnica. Vem ver.

Vem mega sena da virada!!!