Noiva: padrões de beleza e a importância da autoestima

Comecei e recomecei esse texto algumas vezes. Talvez porque falar sobre seus próprios demônios seja difícil ou porque reconhecê-los seja ainda mais complicado. E aí mais uma dúvida surge e dessa vez da parte de quem está lendo: o que isso tem a ver com autoestima das noivas?

Tenho uma tendência que pode ser considerado o sonho de muitas. Enquanto quase todas as mulheres sonham em ser magras, sempre fui e nunca fiz esforço para tal. Sou do tipo que por qualquer motivo emagrece. O que não significa que eu esteja sempre saudável. Nem sempre corresponde aos fatos, o estereótipo de que o corpo magro implica em saúde. Tenho colesterol alto desde os 22 anos, precisei tomar remédio durante um tempo e para me livrar da escravidão de remédios, segui a grande dica do meu endócrino: faça atividade física e dieta. Foi então que comecei a praticar corrida e procurei uma nutricionista para uma reeducação alimentar específica para o meu caso.

E estava tudo muito bem. Taxas e peso ok! 52kg estava excelente para minha altura (vou arredondar para 1,60cm, tá certo? 😉 ). Até que fiquei noiva em 2011 para casar em 2012. E começou minha neurose com peso e meu corpo.

Eu queria alcançar um padrão Kate Middleton de cintura e não medi esforços para isso. Parei com o muai thay que fazia na época, pois não queria músculos, queria magreza. Corria todos os dias, até nos finais de semana e fiz uma “dieta da minha cabeça”, sem qualquer acompanhamento, cerca de 1000 a 1200 calorias por dia. Se atingisse a “meta” de calorias do dia, passava o resto do dia tomando chá verde. Completava esse “estilo de vida” com muita drenagem e massagens modeladoras.

Faltando 15 dias para o casamento, no que seria uma última prova do vestido, a estilista teve que refazer toda a parte de cima do vestido e disse: pare de emagrecer. Na minha cabeça aquilo foi ótimo. A gente recebe um “você está magra” como um elogio, não é mesmo? Mas não deve ser assim.

E se consegui meu objetivo? Casei com a imagem que queria, pesando 49kg, 60cm de cintura e posso dizer que minha salvação foi a data do meu casamento!!!

Todos os sinais estavam lá, mas hoje percebo que quem está às voltas com algum distúrbio, alguma neurose, obsessão, enfim.. não sei como nomear, simplesmente não percebe. O primeiro estalo de que o que fiz era errado, foi uma queda gigantesca de cabelo. O meu penteado de noiva era um coque imenso que tinha além de aplique, enchimento com palha de aço (sabe mil e uma utilidades?). O cabeleireiro disse que meu cabelo estava caindo além do normal e disse para procurar um dermatologista. Na lua de mel me permiti voltar a comer normal, porém “comida demais”, me causava náuseas e muita indisposição, pois foram muitos meses comendo quase nada. Quando voltei de viagem fui novamente ao cabeleireiro para dar um jeito no meu cabelo ralinho e, mais uma vez, ele disse que não estava bom e meu cabelo estava com muitas falhas. Fui num dermato e diante da grande queda e estado de calamidade do meu cabelo, ele fez várias perguntas para saber a causa daquilo e disse que parecia desnutrida. Eu, ainda cega, disse que tinha sido o estresse do casamento.

Como disse, a data do casamento foi minha salvação, saí daquele espiral que se durasse mais alguns meses, não sei como acabaria. Apesar de todas as evidências e avisos, só fui assimilar a loucura que fiz quando, ao rever minhas fotos de noiva com uma colega do trabalho e indagar se algum dia conseguiria aquela cintura novamente, ela foi enfática na resposta: “- Não. Você parou de comer! ”

Essa frase ficou dias martelando na minha cabeça. Relembrei toda a minha trajetória neurótica em busca de um padrão de beleza, um ideal que para ser uma noiva bonita, tinha que ser magra. E logo eu que dou dicas para que as noivas usem aquilo que as favorece de acordo com o corpo e biotipo de cada uma.

Sempre orientei minha vida para que tivesse um corpo e vida saudável e defendo que dietas e reeducação alimentar devem ser utilizadas para ter saúde e bem estar.

Se você é noiva e quer ficar bem no grande dia, procure uma equipe que cuide de você da sua saúde física e mental. Faça suas massagens, seus tratamentos estéticos, mas você não precisa se encaixar num padrão, não precisa caber num vestido, não precisa ter a cintura de ninguém que não seja a sua.

O vestido de noiva que deve se adequar em você, às suas formas e seus contornos.Seja uma noiva linda e esteja bem consigo mesma. Não busque uma perfeição ilusória que pode lhe custar sua saúde.Hoje estou muito bem tomando o meu vinho nos finais de semana, comendo o que quero e gosto (sempre de olho no colesterol) e não tenho e nem quero a cintura de Kate Middleton. Tenho a minha que me faz feliz.

Originalmente escrito para o blog Futilidades

Cinquenta Tons de Liberdade e Vestido de Noiva ombro a ombro

Em plena semana que antecede o carnaval, temos a estreia bombástica e esperada do final da trilogia cinematográfica de Cinquenta Tons de Cinza. Parece que foi ontem que os livros viraram um sucesso e havia toda uma expectativa sobre os filmes. Não quero entrar no mérito dos livros e dos filmes, porque o foco nesse post será o vestido de noiva.

Cinquenta Tons de Liberdade estreou ontem nos cinemas e traz a protagonista Anastasia Steele com vestido de noiva assinado por Monique Lhuillier.

A foto do vestido de noiva ombro a ombro, usado no filme, rapidamente ganhou todas as redes sociais, por ser um clássico. Lembro que há 4 anos fiz um post falando sobre essa modelagem (relembre aqui), que é de fato um modelo clássico, atemporal, super elegante, que pode ter vários estilos: do moderno ao minimalista; do romântico ao sensual.

Fiz uma seleção de modelos para as noivas da vida real e como o escolhido por Ana, os vestidos desse post são de renda e tem decote ombro a ombro reto. Mas a diferença está nos tecidos das saias, que possuem caimentos diversos, mudando a cara do vestido e agradam noivas de vários estilos.

O modelo do filme é um clássico levemente sensual, com mangas longas, marcando a silhueta e levemente sereia. O vestido abaixo vai agradar a noiva elegante, que deseja marcar sutilmente o corpo e manter uma sensualidade delicada. Observe que a manga é 3/4.

Esse modelo tem cintura baixa, mangas 3/4, o decote ombro a ombro rendado deixa transparecer a parte interna em formato coração, a saia é godê, com cauda e com bolsos, deixando o vestido ao mesmo tempo romântico e com um toque de contemporaneidade.

Esse vestido de noiva também é romântico, com saia leve e fluida de tule, com uma inspiração meio boho, com mangas longas, decote ombro a ombro e cintura marcada com laço.

O modelo seguinte é puro romantismo com a delicadeza do tule petit pois. A saia com renda e transparência e a suavidade da renda nas mangas longas e no decote ombro a ombro, deixa esse vestido cheio de feminilidade e leveza.

O  próximo vestido de noiva é o clássico dos clássicos. Todo de renda com mangas longas, decote ombro a ombro e corte princesa. Mais romântico e atemporal impossível.

E você: qual o seu estilo? Mais moderna, clássica e romântica, sensual ou tradicional? Seja qual for o seu estilo preferido, faça o que você deseja e sonha para esse dia.

Sinta-se linda e inspire-se.

Todo esses modelos são da grife Rosa Clará.

 

Fiquei Noiva | Como organizar o casamento?

Hello Noivas de Evasê!!! Hello Brasiiiil! Tudo lindo e maravilhoso: você encontrou o homem da sua vida… seu amor!!! E VIVA, é tão recíproco que ele pediu a sua mão em casamento. E as estatísticas comprovam que o período de Natal e Ano Novo aumenta a incidência de pedidos de casamento. Então esse momento mágico e esperado aconteceu e você sai por aí toda feliz e eufórica, exibindo o anel/aliança e quase pendurando uma placa no pescoço: NOIVEI. Super normal. Isso aconteceu até com o Príncipe Harry e Meghan Markle. Mas passada essa fase inicial e atendendo aos chamados da realidade, você terá que sentar com o seu noivo e futuro marido, para tomar a primeira decisão de muitas outras na vida de casados que envolve o planejamento e organização do casamento, como orçamentos e finanças.

Não será necessariamente romântico, nem cor de rosa, mas é um tipo de conversa super necessária e super natural. E o primeiro passo da organização do casamento é definir: data, estilo e orçamento.

1 – Defina a data

Em que época do ano vocês pretendem casar? Um mês específico? Uma data especial? Aniversário de um dos noivos ou de namoro? Aniversário de casamento dos pais de um dos noivos? Existem muito convidados de fora que vem de outras cidades e Estados? Já pensou casar num período de férias ou feriadão para facilitar o deslocamento e estadia desses convidados? Você já pensou nisso, pois será um destination wedding? Ou na verdade você vai casar ao ar livre e está pesquisando os meses do ano com menor incidência e possibilidade de chuva? Muitos pontos a considerar e a definição da data é ponto de partida para todo o planejamento e organização do casamento. Portanto, se você colocou a aliança é hora de sentar, conversar com o noivo e decidir a data exata.

Uma dica: considere todos os pontos, mas desde já pensando em deixar o casamento com a cara dos noivos, escolha um mês ou data específica que simbolize algo especial ao casal, que fale sobre vocês.

2- Defina o orçamento

Hoje em dia a faixa etária dos noivos não é a mesma dos nossos pais. Os noivos estão casando depois de se estabilizarem profissionalmente, portanto mais velhos, e, consequentemente, gerenciando suas próprias contas. Então, é comum que os próprios noivos banquem as suas festas. Esse é o caso nº 1.

Porém, não é raro encontrar pais de noiva ou noivo que ainda desejem financiar a festa dos filhos. Esse é o caso nº 2.

Essa introdução toda é pra dizer que aquela conversa que citei sobre o orçamento, pode ser a dois (somente os noivos), entre quatro pessoas (noivos e pais de um deles), ou entre seis (todo mundo dando pitaco).

Não importa em qual situação você esteja, em algum momento os noivos (ou o casal e famílias),  deverão se reunir para conversar sobre quanto será gasto e o orçamento de todo o casamento.

3 – Pontos a considerar no orçamento

É preciso ter em mente algumas variantes nessa equação:

  • qual a igreja será a escolhida, pois há um valor a ser pago que pode variar muito de igreja para igreja (falo como católica, mas abro os comentários para que digam como é em outras religiões);
  • se será ou não climatizada (a cerimônia religiosa);
  • se celebração e festa serão no mesmo local;
  • se será uma festa para muitos ou poucos convidados (é importantíssimo definir a quantidade de convidados, porque haverá um impacto no buffet, bebidas, doces etc);
  • se será um casamento tradicional ou um mini wedding;
  • o horário do casamento (manhã, tarde ou noite);
  • se a festa será numa casa de eventos, restaurante ou se será num hotel, praia, fazenda, campo;
  • e se haverá casamento civil (ou religioso com efeitos civis, pois haverá um custo).

Essas são as primeiras decisões para serem tomadas para um fechamento de orçamento prévio de casamento e, como dá pra perceber, são questões bem particulares que podem ser muito diferentes de família para família, de noiva para noiva, dependendo muito do que cada um deseja e sonha, por isso além do orçamento, os noivos ou famílias precisam definir o estilo do casamento.

4 –  Defina a quantidade de convidados.

Ainda não é a hora de quebrar a cabeça e se estressar com a elaboração em si da lista de convidados, mas uma vez que o orçamento já está definido e o casal já sabe a verba disponível para a festa, é hora de definir a quantidade de convidados: 100; 250; 300, etc. Esse é um ponto que irá ajudar inclusive a definir o estilo do casamento, lembrando que o mini wedding é para festas até 100 convidados.

5 – Defina o local do casamento

Esse é um ponto interligado ao orçamento do casamento, pois ao definir o local da celebração, uma boa do orçamento será destinado para pagar o aluguel do espaço. Nesse momento defina se haverá cerimônia religiosa, e será necessário definir a igreja e verificar disponibilidade de datas e valores. Defina também se o local será o mesmo para a celebração religiosa e festa (algumas igrejas possuem salão de festas); ou se a festa será em um outro local; ou ainda ser será um casamento civil (o casamento pode ser celebrado por um juiz de paz fora do cartório) e festa no mesmo local; ou se será um destination wedding em qual País, Estado, praia e em qual espaço.

6 – Defina o estilo do casamento

Os estilos de casamento hoje em dia são tão diferentes como a personalidade das pessoas e cada forma de celebrar o casamento terá um impacto financeiro, considerando o estilo e a quantidade de convidados.

Vamos combinar que um casamento à noite e tradicional, por exemplo, tem um custo maior do que um casamento de dia. Um mini wedding diurno tem um custo, mas o mesmo mini wedding à noite poderá ter um outro orçamento. Um casamento na praia pode ser mais caro do que um casamento na cidade, mas um casamento pé na areia pode ser mais econômico até mesmo do que um mini wedding na cidade. Talvez o desejo do casamento seja um destination wedding para um praia paradisíaca no litoral brasileiro ou um destino internacional.

Ou os noivos podem escolher casar em casa (fazenda, praia ou mesmo no jardim de casa); ou quem sabe um mini wedding num restaurante. Ou simplesmente casar a dois num elopement wedding. Quem sabe os noivos desejem casar apenas no civil e receber os convidados com um jantar ou bolo e champanhe, talvez um almoço.

Perceberam quantas possibilidades de estilo de casamento??? Os noivos devem estar seguros e convictos de qual estilo terá o casamento. E ainda sobre como será a decoração: sofisticada, romântica, rústica, moderna, um mix de composições, contemporâneo, ou seja: muitas opções.

Mas nunca esqueça que o casamento deve ser do estilo e com a cara dos noivos.

Eis alguns estilos de casamento.

Casamento noturno tradicional

Geralmente noivas mais clássicas e tradicionais optam pelo casamento noturno e com decoração tradicional por considerarem importante um casamento com estilo mais atemporal e todo o casamento segue essa linha: noiva com beleza e vestido clássico, decoração com flores nobres e brancas e normalmente em igrejas ou tempos tradicionais na cidade.

Casamento noturno contemporâneo

Os noivos desse estilo optam por casar à noite e fazer uma festa tradicional, mas com um toque de modernidade com decoração mais arrojada e noiva com um vestido também mais moderno, por vezes minimalista.

Casamento ao ar livre campestre

Casamento no campo sempre será durante o dia e muitas vezes com cerimônia ou festa pegando o entardecer e o pôr do sol. Decoração simples e colorida combina muito com esse estilo de celebrar o casamento: leve, despojado e romântico. As noivas românticas amam o casamento campestre com decoração vintage.

 

Casamento ao ar livre praia

Muitas cores, brisa ou vento mais forte. Os casais que optam por casar na praia gostam do mar, sol e maresia. As cerimônia começam durante o dia, pois seja campo ou praia, quem casa no horário da manhã ou tarde preza pela luminosidade natural do dia. Quem opta por casar na praia investe em decoração colorida e com tons fortes.

 

 

Casamento pé na areia

Casar na praia com estilo pé na areia é para noivos com amam a simplicidade e o despojamento e cortam de suas listas de prioridades várias formalidades, pois o compromisso de casar com pé na areia é exatamente não ter formalidade. Tudo é mais simples, descontraído e livre. As roupas são mais leves tanto para noivos, como convidados. A noiva sempre estará linda com um vestido leve e esvoaçante e pode ser até um cropped. A decoração também é livre de sofisticação e cabe o rústico com muita madeira, muitas cores. Cabe cerveja, chopp, caipifrutas, água de coco, água, comida leve e tudo que refresque os convidados.

 

 

Casamento rústico e DIY

O casamento rústico está em alta e é um estilo muito romântico que usa madeira, palettes e combina muito com celebrações ao ar livre e durante o dia, portanto casamentos menos sofisticados. O DIY (do it yourself) ou faça você mesma, também está em alta e as noivas juntam familiares e amigos para fazer elementos da decoração da festa, como placas, convites, lembranças, doces, adesivos e colocam na festa elementos de decoração que pertençam aos noivos ou às famílias.

Casamento rústico e chique

O rústico está em alta e como já dito combina com cerimônias durante o dia e ao ar livre, mas muitos casamentos rústicos pegam o entardecer e tendem a ser um pouco mais sofisticado com essa mudança de horário. A partir do anoitecer vale investir em lustres, candelabros, castiçais e luzinhas que deixam o cenário de decoração do casamento mais elegante e sofisticado. É o mix do rústico e chique.

Mini wedding tradicional em restaurante

O mini wedding a casa dia é uma opção entre os noivos. Casamentos para 50 a 100 convidados podem ser realizados em restaurantes e muitos abrem suas portas para receber esse tipo de comemoração. E os noivos podem sim casar na igreja, de maneira tradicional, e receber seus convidados num restaurante com tudo que um casamento tradicional tem direito, mas em menor proporção.

Mini wedding moderno em restaurante

Os noivos escolheram o mini wedding para poucos convidados, com uma festa intimista, optaram pelo restaurante para receber os convidados, com cerimônia e festa no mesmo local e também optaram por uma decoração moderna, um bolo que foge do tradicional com outras cores, como o dourado, investem em elementos coloridos, não tendo receio de usar cores fortes como roxo, amarelo, azul ou preto e uma decor cheia de luzes. Noivas modernas que não se prendem a convenções ou estilos mais tradicionais e dispensam inclusive o clássico véu longo e optam pelo moderninho voilette.

Casamento diurno brunch

Casamento diurno, durante a manhã, por exemplo às 10 horas da manhã, também é uma opção para uma noiva romântica, tradicional, mas que abre mão de qualquer sofisticação. Os noivos que optam por um casamento pela manhã, uma vez que há bastante luz natural, dispensam a iluminação, mas é importante destacar que não se trata de casamentos que começam à tarde e adentram a noite, pois esses precisam de iluminação. Para servir opte por bebidas leves e um brunch combina perfeitamente. O brunch é uma refeição que combina café da manhã com almoço e ideal para casamentos com cerimônias que começam por volta das 10 da manhã e os noivos recebem seus convidados para a festa por volta das 11 ou  meio dia.

Casamento na fazenda

O casamento da fazenda combina totalmente com uma decoração rústica e colorida, podendo ser durante a manhã ou entardecer. Decoração colorida, comidas leves e vale investir num cardápio que remeta aos hábitos da fazenda como doces ou compotas tradicionais. Os noivos e convidados também podem usar roupas leves e as noivas ficam lindas com vestidos rendados, mais sequinhos ou esvoaçantes. Vestidos estruturados ou com saias muito volumosas não combinam com esse estilo de recepção.

Destination wedding

O destination wedding é um estilo a cada dia mais presente entre as escolhas dos noivos. O casal opta por viajar e convidar amigos e familiares para uma festa fora da sua cidade de origem, que pode ser tanto no nosso país, com um vasto e lindo litoral, ou num destino paradisíaco fora do país. Os noivos arcam com as despesas da festa, como em qualquer outro estilo de casamento, mas despesas de passagem e hospedagem ficam por conta de cada convidado. Mas como uma festa fora da cidade de origem de noivos e convidados, que envolve deslocamento, o save the date, um delicado aviso para que os convidados reservem a data do futuro casamento, é imprescindível para que os convidados comecem a ser planejarem para o casamento. O save the date é um aviso para reservar uma data, mas que não dispensa o convite tradicional, que será entregue na data adequada (de 45 a 30 dias antes do casamento).

Como esse será um casamento que envolve uma viagem, é delicado e muito educado da parte dos noivos fazer uma seleção de hotéis para receber seus convidados e também de salões de beleza ou equipes de maquiadores e cabeleireiros para cuidar da beleza das convidadas. Também é delicado receber os convidados com mimos especiais nos hotéis que receberão os convidados e até uma pequena festa prévia ao casamento para agradecer a presença e preparar para o casamento.

 

Elopement Wedding

Você que está às voltas para o estilo do seu casamento, considerando orçamento e quantidade de convidados, não estranhe esse estilo de casamento que é somente a dois. Sim. O elopement wedding é um casamento apenas para o casal. Apenas os noivos que escolhem dizer SIM um ao outro na testemunha de no máximo um celebrante, que pode ser um pastor, juiz de paz ou até na igreja apenas com o padre. O elopement wedding comum acontece numa viagem do casal que optam pelo SIM num lugar importante para os noivos ou um lugar para o qual sonhavam viajar. No elopmente wedding não há convidados, no máximo os pais dos noivos ou pouquíssimos amigos. O elopemente wedding é um casamento a dois ou para no máximo umas cinco pessoas, entre noivos, pais e amigos.

Última dica: Defina quais são suas prioridades

Essa é a pergunta chave para distribuir os recursos do seu orçamento. O que é prioridade para o casal? Decoração dos sonhos? Pista bombando com muitas atrações musicais? Comida e bebida com requinte e sofisticação? Vestido de noiva fabuloso? Fotografia e filmagem que são o registro das lembranças que os noivos levarão para sempre? Definir quais serão as prioridades, é estabelecer onde o dinheiro será investido em algo que os noivos consideram essencial para o sucesso da festa.

De tudo que foi dito é importantíssimo e imprescindível que os noivos não esqueçam que essa é uma festa para celebrar um momento de união e amor, portanto faça dessa fase algo leve e não se atormente por nada. Fique tranquila, peça ajuda, delegue, confie no seu parceiro e nos profissionais que você está contratando.

Portanto, planeje, não esqueça que organização é importantíssimo e seja feliz.

E se você sonha em fazer um mini wedding: confira o post mini wedding inesquecível.

E não sabe qual o traje do noivo: confira o post traje do noivo

Acesse o Guia Noiva de Evasê e conheça fornecedores com excepcional qualidade e prontos para realizar seu sonho.

Fotos 1 e 2: Junior Barreto | Fotos 3 e 4: Danilo Siqueira | Fotos 5 e 6; 7 e 8; 11 e 12; 13 e 14; 19 e 20; 23 e 24: Case com Bliss | Fotos 9 e 10: Wellington Fugisse | Fotos 15 e 16: Elieber Luna | Fotos 17 e 18: Kener Paulo | Fotos 21 e 22: Augusto César | Fotos 25 e 26: Camilla Bandeira