Lua de Mel: dicas gastronômicas em Santiago/Chile

A primeira dica gastronômica que posso dar sobre Santiago, na verdade não é bem gastronômica e sim etílica.

Geeeeeeeeeeeente: pisco sour!!!! É tipo massa, tipo felicidade numa tacinha. Perfeito para você ser ainda mais feliz (e rindo horrores) com o seu maridinho.

O NDE adverte: se for beber não dirija e afinal de contas em Santiago vocês irão se locomover de metrô ou táxi. Portanto: tá liberado o pisco sour!!!

No instagram compartilhei algumas fotos dos nossos jantares e de alguns brindes. Não dava para compartilhar todos os brindes, senão seria um piscogram. Mas é verdade: viciamos e trouxemos 2l para casa!!!

Voltando a falar sobre a parte gastronômica. O primeiro jantarzinho romântico foi no Restaurante Giratório (que dá uma volta de 360°) e, ao contrário da experiência de outros turistas, fomos super bem tratados!!!

A dica é: ao pedir o cardápio e a carta de vinhos, peça ao seu marido para sondar o time de futebol do garçom e deixo-os engatar uma conversa rápida sobre o time dele (elogiando claro). Diga que Ronaldo tá gordo, Neymar só joga bem no Santos e pronto… serviço de primeira!!!

A vista é bem linda e a sensação do restaurante dando a voltinha é super interessante (melhor ainda com espumante). Fizemos reserva antes, mas fomos numa segunda-feira e estava bem tranquilo. Acho que tinha mais brasileiros que santiaguinos.

Um brinde ao casamento e ao espumante delícia Casillero del Diablo.

No dia seguinte fomos ao Aqui está Coco, um dos melhores, senão o melhor restaurante de Santiago. Comemos de entrada uma ceviche delícia. Meu marido pediu um prato com cordeiro, que veio praticamente “O” cordeiro (muito bem servido – os homens curtem), pedi um prato com camarão, que também estava muito bom. Porém, o melhor de tudo foi o pisco sour a sobremesa: textura de chocolate… Di-VI-NO.

É tão frequentado por brasileiros que o restaurante tem cardápio em português. Então relaxe e aproveite. Relaxamos tanto que esqueci de fotografar os outros ambientes do Aqui está Coco, são vários e um encanto. A maioria dos ambientes com referências marítimas (o restaurante é especializado em frutos do mar), outro que lembra uma caverna. Tem o salão principal, um mezanino com vista para o salão principal, ou seja, é um charme e não deixe de ir.

Estávamos num apart hotel praticamente vizinho do Aqui está coco. Uma luta não ir todos os dias.

Textura de Chocolate e ao fundo: pisco sour!!!

Vamos brindar!!!

Fomos passar o dia em ValParaíso e Viña Del Mar e na paradinha para o almoço fomos levados pelo guia ao Castillo Del Mar em Viña. Alguns consideram esse restaurante um pouco mais caro do que o habitual, pois é aquele típico local que os guias encaminham os turistas.

Achei a comida ótima, a vista linda para o mar do pacífico e o pisco sour (já viciada) excelente. É bom que você faça sua pesquisa, mas nossa ida no Castillo foi super agradável. No som ambiente tocava Roberta Sá e garçom era um carioca. Estávamos em casa!!!  Recomendo.

Turista que é turista tem que comer a centolla (o tal do caranguejo metido a gigante).

Quem fez absoluta questão foi o marido e resolvi fazer a vontade dele (só dessa vez hahaha). Almoçamos no Mercado Central no El Galeon e acredito que eles devem ter pratos melhores no cardápio, porque o caranguejo daqui não é gigante, mas é bem melhor.

Porém, como faz parte de toda viagem se perder no metrô (Oi?!) e comer umas comidas nada a ver…  Vá curtir sua aventura e prepare o bolso: almocinho em torno de 300,00 Realzitos. Achei caro para um bichinho que era acompanhado por arroz branco, salada de alface, tomate e milho (enlatado) e batata frita.

E desculpe o mal humor da resenha. Foi a falta de pisco, pois estávamos nos reservando para a noite!!!

À noite depois de rodar pela cidade fomos tomar todas fazer um lanchinho no Liguria que fica na Pedro de Valdívia e estava lotadíssimo. Há três filiais do Liguria, fomos ao que ficava bem próximo ao nosso apart.

Ao contrário dos outros restaurantes em que você encontra mais brasileiros do que os locais, nesse bar só tinha a galera de Santiago e o povo vai lá para beber e jogar conversa fora.

As mesas da calçada estavam lotadas de fumantes e na parte interna do bar (para não fumantes), só era possível conseguir uma mesa no grito, ou seja: estava cheio. Pode parecer até uma furada, mas as entradas e sanduíches são ótimos e o pisco é de primeira.

É quase um boteco e uma delícia de lugar!!!

Essa é uma parte do meu look do dia de turista que bate perna e toma pisco com ausência de corretivo e batom. Dignidade? Passe amanhã!!!

No último dia a intenção era ir ao Como água para Chocolate próximo ao Pátio Bellavista. Porém, esperamos que você tenha uma experiência melhor do que a nossa, pois foi lá que descobrimos como o atendimento em Santiago pode ser ruim.

Não fizemos reserva para o almoço e para noite já estava lotado. Como estávamos andando pelas proximidades resolvemos voltar em torno das 18 horas…  Sequer entramos, pois uma mocinha bem mal educada disse rispidamente que estava fechado e só abriria às 19 horas e que não tinha como fazer reserva para aquela noite… Isso nós já sabíamos sem ela precisar repetir.

Enquanto o Como água para chocolate estava fechado, o Pátio Bellavista estava bombando para o HH. Dentre tantas escolhas, pois o local é quase um shopping de restaurantes/bares/pubs legais e alguns com música ao vivo e outras atrações culturais, optamos pelo OpenBox um bar de coquetéis, entradas e comida japonesa.

Foi lá que nos despedimos da cerveja chilena e do pisco sour em grande estilo, pois no horário que fomos o drink era dobrado… uhuuu

Da nossa listinha que não deu tempo ou não fomos atendidos dignamente o: Como água para Chocolate (dizem que serve comida afrodisíaca e afinal queríamos testar hahaha); o Coquinaria um mercado gourmet e restaurante; e, o Osaka que mistura comida peruana, tailandesa, japonesa e chinesa e fiquei super curiosa para conferir o exotismo dessa mistura. Aliás, o Osaka fica no W Hotel de  Santiago que tem outros restaurantes e lounges que parecem maravilhosos, com um clima super novaiorquino.

Santiago é uma delícia e queremos voltar.

Próximo post: dicas de passeios para sua lua de mel em Santiago.

Planejando a Lua de Mel – Parte I

Quando tem post com título: Parte I, vocês já sabem né?! Vem aí mais uma trilogia linda do NDE!!!

Toda trabalhada no Spielberguismo (invento palavras), vamos falar sobre esse assunto que é tão importante quanto todo o planejamento do casamento e é o momento programado para o casal tirar férias de todo o estresse e cansaço da reta final dos preparativos do casório.

E pra não cansar você em frente ao computador e dar tempo da noivinha fazer: unha, massagem, trabalhar, visitar doceira, fazer escova, hidratação, fazer ginástica, namorar (claaaaaaaaro), dar atenção a mãe, enfrentar o trânsito, estudar AND planejar a lua de mel, prometo posts rápidos, porém como o assunto é importante, será dividido em (adivinhem?!) 3 partes, para que nenhum detalhe seja esquecido.

Costumo dizer que pra viajar não faltam lugares maravilhosos. Imagine quando essa viagem é a primeira como marido e mulher? Seja qual for o destino escolhido, será uma das muitas viagens inesquecíveis do casal, mas será única, porque mesmo que vocês façam outras “lua de mel”, aquele friozinho da barriga de recém casados é único.

Sonhou noivinha?!

Então vamos aterrissar e começar o planejamento da parte prática.

Duração da lua de mel

Vou confessar pra você que estou super hiper apreensiva como será a minha lua de mel, porque não teremos muito tempo e isso limita muito os destinos. Seu caso talvez seja o mesmo que o meu.

Na maioria das viagens internacionais perde-se muito tempo de deslocamento. Fora o tempo normal em todo o procedimento no aeroporto (rezemos para que o vôo não atrase). O deslocamento muitas vezes ultrapassa 6 horas de vôo, sem contar nos vôos mais longos de 11 ou 12 horas. Perde-se aí 1 dia para chegar ao destino e 1 dia pra voltar.

O casal tem que considerar que: se pretende passar 7 dias no local escolhido, 2 dias serão em trânsito, totalizando 9 dias de viagem e, se vocês não vão sair da festa do casamento direto pro aeroporto, 1 dia de descanso pós casório pra começar a viagem de lua de mel, é mais do que recomendável.

Destino

Se o casal tem tempo suficiente para fazer uma grande viagem, todos os destinos possíveis e imagináveis, nacionais ou internacionais, podem ser realizados.

Um tour por capitais europeias: Londres, Paris, Amsterdã; ou pela Itália: Roma, Florença, Milão e Roma; ou  cruzeiro pelas Ilhas Gregas; visitar nossos patrícios em Portugal, ou ainda uma viagem cruzando os EUA de oeste a leste: Las Vegas e NYC; ou ainda, esquecer da vida em Resorts deslumbrantes em Punta Cana ou Cancún.

Londres
Amsterdã
Las Vegas
Roma
Portugal

 

Se o tempo pra Lua de Mel vai ser apertado, aqui no nosso país não faltam opções: Rio de Janeiro; Serras Gaúchas; Fernando de Noronha; Resorts e praias paradisíacas em Porto de Galinhas ou Costa do Sauípe.

E ainda dá pra arriscar uma viagem internacional mais curta para Argentina ou  Chile.

Buenos Aires
Santiago

Documentos e vacinas

Alguns países exigem visto de turista, outros não exigem nada e no mercosul a gente viaja apenas com a identidade.

Se vocês não tem passaporte ou algum dos dois: providencie o quanto antes, caso a lua de mel seja fora do Brasil.

Informe-se também se há necessidade de visto e solicite o seu.

Para os EUA por mais que Obama esteja nos convidando a visitá-lo, o procedimento é burocrático e exige tempo, principalmente se vocês não moram em alguma das cidades que tem consulado americano e para retirar o visto você tem que fazer a entrevista e entregar a documentação in loco, ou seja, uma viajem básica de pelo menos 1 dia que você terá que programar.

Para alguns destinos você tem que tomar algumas vacinas antes.

Tire essas dúvidas com a sua agente de viagens e pergunte ao seu médico quais são as vacinas necessárias. Até para alguns destinos no Brasil é bom tomar antes a vacina de febre amarela ou malária. Informe-se.

Orçamento

Claaaaaaro que a melhor parte deixei para o final.

A viagem dos seus sonhos tem um custo, não é mesmo!!?? Mesmo com o Booking e os programas de milhas colaborando com as nossas contas, planejamento e pesquisa são ultra necessários.

Solicite simulações para o destino que vocês querem em várias agências. Pesquise passeios, verifique quais estarão inclusos, confira quais os hotéis que se encaixam no perfil do casal, se um mais luxuoso ou mais simples (lembre que você paga pelo luxo) e peça o orçamento.

Muitas vezes os pais dão aquela forcinha financeira, mas pergunte e esteja certa de quanto será essa ajuda.

E não se esqueça que pesquisando você paga mais barato.

Cansei a beleza de vocês, não foi?!

Então o plantão lua de mel voltará em breve com o post Parte II.

Beijo noivinhas.

Imagens Reprodução.

Lua de Mel. Destino: NYC

Como não amar NYC??!! I LOVE NYC !!!!

Pense uma cidade incrível e multiplique por mil.

Todas as línguas e todos os tipos de programas, das compras aos passeios culturais, da dureza do concreto à natureza do Central Park, da gastronomia, dos espetáculos ou simplesmente a New York do novaiorquino: sente-se e assista  tudo isso acontecer freneticamente ao seu redor!!!

Se tem uma cidade que amo e sempre penso como destino para Lua de Mel é NYC!!! E claro que a Big Apple pode ser tudo isso e ainda romântica.

Aliás vamos desmistificar que roteiro de lua de mel tem que ser necessariamente romântico. O romance são vocês que irão criar e em qualquer lugar do mundo o amor pode aflorar, principalmente quando você está fazendo a primeira viagem com seu maridinho!!!

Gosto de viajar nas minhas viagens antes de embarcar. Pesquiso, compro revista, livro, vasculho a cidade pela internet, sempre viajo com um roteirinho embaixo do braço. Recomendo que vocês também façam isso.

Curto fazer programas diferentes dos turistas comuns. Se bem que sendo turista, de qualquer forma, você terá que fazer os passeios que todo turista faz, principalmente se está na cidade pela 1ª vez.

Esse roteiro é bem basicão pra quem não conhece New York. Se pra lá eu for de lua de mel, farei coisas diferentes daquelas que já fiz, mas repetirei alguns passeios com prazer, pois meu futuro maridinho ainda não conhece NY.

Não vou fazer trilogia de roteiro, mas vou dividir esse post pra ficar mais arrumadinho. Vamos começar?!

Onde ficar em New York

A cidade tem 5 distritos: Manhattan, Brooklyn, Bronx, Queens e State Island. A região de Manhattan é o local das maiores atrações e roteiros turísticos, vai da ponta do Battery Park até o norte de Harlem, depois do Central Park.

Em Manhattan há vários bairros e você pode ficar num mais tranquilo e residencial ou num bairro mega luxuoso como o Upper East Side ou badalar no coração da Times Square/Theater District ou no Midtown que fica da 34th Street à 59th Street no West Side e da 40th Street até 59th Street no East Side.

Fiquei, recomendo e ficaria novamente no Midtown perto de tudo e para vários passeios fui à pé. Fiquei no Radisson Martinique on Broadway que fica na 49 West 32nd Street e de lá ia caminhando para Macy’s, Victoria’s Secret, Empire State Bulding e tinha 2 estações de metrô bem próximas ao hotel e se você quiser ficar por lá, dá pra fazer a reserva pelo Booking aqui.

Olha que graça o hotel!!!

Passeios e museus em NYC

Poderia listar uns 100 passeios e museus imperdíveis em New York, mas se você quer uma maneira prática e que evite as filas gigantescas adquira o New York City Pass que é um passe que inclui a entrada de alguns passeios como a Estátua da Liberdade, Empire State Bulding e Museu da História Natural.

Funciona assim: você adquire o pass e pelo valor pago já estão inclusas as entradas do: Empire State Building; American Museum of Natural History; The Metropolitan Museum of Art e MoMA. E terá que fazer a escolha entre outros passeios: Guggenheim Museum ou Top of The Rock; e, Estátua da Liberdade e Ellis Island ou Circle Line Cruise.

Ao todo são seis passeios e o pass é válido por 9 dias, a partir do 1º dia de uso, ou seja, se no primeiro dia você foi ao Empire State Building terá mais 8 dias para usar os tickets.

É possível comprar neste link e concluída a compra você receberá um voucher por email e com ele retirará o talão do New York Pass no primeiro local que visitar e nos outros locais apresentará o talão e será destacado o ticket referente ao passeio/museu. Super tranquilo e prático!!!

Fiz todos os passeios e escolhi a Estátua da Liberdade e o Top of the Rock, que é o deck no alto do prédio do complexo do Rockfeller Center. É lindo, principalmente durante o dia ou no final da tarde quando é possível ver o Central Park e as primeiras luzes do anoitecer.

E olha o que encontrei pelos caminhos de NYC?!!

Dizem que dá sorte  encontrar uma noiva  de surpresa!!!

Onde comer em NYC?

Tem uma lista ótima de bons lugares, mas não deixe de ir ao Pastis, Balthazar, Serafina (clica no link!), e para um jantar romântico a pedida é o The View que é um restaurante e lounge que fica no topo do Hotel Marriott que gira 360º a cada hora e tem uma vista magnífica de toda a cidade. Reserve com antecedência porque é super disputado.

E dentre vários bairros charmosos e badalados você não pode deixar de conhecer o Meatpacking District, uma área que foi revitalizada e tornou-se o epicentro de tudo o que acontece na cidade e a mistura mais eclética e cosmopolita possível: moda, cultura, vários restaurantes bacanas e uma vida noturna mais agitada é lá que irá encontrar.

Broadway

Tem gente que não gosta e eu recomendo que você vá e diga se é válido ou não. Fui e amei. Assisti Mamma Mia e ameeeei muito!!! E se fosse novamente assistiria Spider Man. Comprei pela internet e se você clicar no link abre na página oficial da Broadway.

Onde comprar em NYC?

Não falta opção: Macy’s, Bloomingdale’sBarneys, Saks, fora todas e absolutamente todas as marcas de luxo que estão na 5ª Avenida e ainda todas as fast fashion do planeta como a queridinha Forever 21.

E se jogue no outlet  Woodbury. Pra você ter uma noção de como fiquei especialista no assunto, o primeiro post que escrevi na vida foi como sobreviver a uma maratona de compras com tática de guerrilha pra tentar não deixar escapar nada.

Escrevi para o maravilhoso Alfinetes de Morango (inclusive tá no blogroll, clica lá noivinha) e se quiser ler sobre como foi minha experiência clica aqui: Woodbury por Lyanna Vanessa – Dicas de Viagem. Foi em 2010, mas tá super valendo, todo mundo que vai dou aquelas dicas e TODAS AMAM!!!

Achou esse post gigantesco??!! Então imagine como é aquela cidade?! Recomendo pelo menos 7 dias e seja feliz na sua lua de mel em NYC.

Saudades de NY!!!