As músicas ideais para cada etapa do casamento

Noivinhas vocês sabem como sou super musical, tanto que esse blog todas as sextas-feiras apresenta uma música de qualquer tipo, estilo e ritmo para inspirar a primeira dança dos noivos, o clipe do casamento ou simplesmente para começar a animar o seu final de semana. Música boa é sinônimo de emoção e boas lembranças, por isso cada etapa do casamento pede determinados acordes e uma trilha específica. Seja na entrada da noiva, dos pais ou das daminhas e pajens, a música serve para tocar o coração ou para fazer vibrar e dançar alucinadamente.

Planejar o casamento é uma delícia, mas são tantos os detalhes que muitas vezes os noivos não sabem por onde começar. Entre as dúvidas, está a seleção das músicas, não só da cerimônia religiosa como também as da festa, que serão responsáveis por animar o casamento, afinal que noiva não quer ver a pista de dança bombar até amanhecer?

Para facilitar essa tarefa, reunimos dicas dos principais experts no assunto: o tradicional Coral Del Chiaro e requisitado DJ Igor Cunha.

Os maestros Danilo e Rita Del Chiaro são conhecidos por encantar e emocionar os convidados na igreja. Para cada momento é indicado um tipo de música específico. Para a entrada da noiva a Marcha Nupcial é sempre a mais pedida, mas muitas noivas optam também pelas músicas Clarins de Roma e Pompa e Circunstância. Já para a entrada do noivo e padrinhos os casais ousam um pouco mais e muitas vezes optam por temas de filmes como Conquista do Paraíso e The Contender. Para as noivas tradicionais, Jesus de Alegria e Clarins de Roma ainda são as mais pedidas.

Para encerrar a cerimônia religiosa os casais gostam de sair com a Nona Sinfonia de Beethoven (Ode a Alegria) por ser uma música vibrante e imponente. As versões modernas ficam por conta de Marry You, de Bruno Mars, Without You, de David Guetta e Paradise, do Coldplay.

image002

Agora, durante a festa é unanimidade entre os noivos ver a pista cheia de convidados, animados aproveitando a festa. Quem fica responsável por atender esse pedido é o DJ! Um dos mais procurados DJs de casamento da atualidade, Igor Cunha, revela que na festa de casamento é preciso contar um pouco da vida do casal por meio da música. Cada casal possui uma história de vida com momentos especiais para lembrar e memórias para reviver. Todo casal têm seu gosto musical próprio, o que não necessariamente é o estilo musical dos convidados da festa.

O maior cartão de visitas de um DJ é este: pista cheia. Mas também é o seu maior desafio. Uma playlist para determinada festa não necessariamente funcionará em outra, por isso, o importante é fazer uma festa totalmente sob medida. Algumas músicas são impossíveis de não tocar como Everything, do Michael Buble, Follow Rivers, da Likke Li e Psycho Killer, de Talking Heads. “Meu grande objetivo é emocionar as pessoas, por isso, gosto de misturar gêneros e estilos de maneira bem harmônica, mantendo um ritmo crescente na pista. Durante a festa, sigo o que foi acordado no briefing com o casal, adaptando o repertório ao longo do caminho, imprimindo meu estilo, construindo e mesclando músicas que personalizam a história do casal, misturando com outras tracks, que eu sei que vai criar uma atmosfera divertida e memorável durante a noite inteira”, ressalta Igor Cunha.

image004

Hoje ainda é terça-feira, mas todo dia é dia de música boa, então aperta o play pra começar a curtir desde já!!!

Casamento indiano

Toda celebração de casamento é linda e cada religião tem o seu ritual. Cada gesto tem um simbolismo e quando um casal resolve se entregar as tradições da sua cultura, não é só por uma questão de estilo, mas por fé.

Independentemente de qual sua religião, seguir todo o ritual para celebrar uma união, é algo emocionante e você deve fazer com toda a sua devoção.

Vamos nos inspirar nesse tradicional casamento indiano?!!!

 

Inspire-se no amor e na fé!!!

 

Imagens Love Me Do Photography

Música da Igreja

Quando digo que casamento é um mundo de detalhes vocês ainda duvidam de mim, não é?!!??!

De jeito nenhum, porque afinal vocês estão na mesma situação que eu, correndo alucinada de um lado para o outro, mas noiva não corre, saltita por aí de felicidade (sem e com exageros)!!!!!

Mas falando sério, realmente  a gente corre muito, porém são doces preocupações e enquanto estiver assim tá tudo bem!!!

E vocês já estão na fase do check list em que se deve contratar os músicos da igreja?! Vocês já pensaram nas músicas da cerimônia religiosa?! Pois é, também temos que resolver isso.

Amo música e escolhê-las é tão legal quanto degustar bem-casado (sem e com exageros) !!!

Isso pode ser meio complicado para os noivos quando não estão muito por dentro do repertório de música clássica ou erudita, mas não fique tão aflita. Quando vocês contrataram os músicos, eles indicarão uma lista de músicas e muito disponibilizam CD’s, vídeos etc para que você possa ouvi-las e fazer suas escolhas.

As músicas, tanto quanto outros detalhes, marcam e fazem a diferença entre uma cerimônia e outra, portanto tente ao máximo fugir de músicas clichês que você já cansou de ouvir por aí em tantos outros casamentos.

Pra fazer isso você realmente tem que se dispor a ouvir os compositores clássicos e músicas religiosas. Reserve um tempo pra isso e quem sabe, seu noivo e você se apaixonam por música clássica e talvez descubram uma em particular que marque o casal.

Cada etapa da cerimônia uma música

A gente sabe que tem a entrada dos padrinhos, pais, pajens e damas, noivo, a entrada emocionante da noiva, cumprimentos, saída e cada momento desse deve ser marcado por um clima, uma atmosfera diferente. Por exemplo, uma música muito séria ou solene demais não combina com a entrada das daminhas ou com os cumprimentos. E a música da saída também não pode ser séria e sim bem animada, porque já inicia o clima da festa.

Converse com os músicos sobre cada um desses momentos, o que a experiência deles recomenda, qual o sentimento que você espera passar em cada momento.

É preciso conversar também com o padre que irá celebrar o casamento, pois muitas igrejas aceitam apenas músicas sacras ou clássicas.

Cuidado com os modismos

Acho que vocês já estão cansadas de ler aqui, que recomendo muitíssimo que o casal deixe fluir sua personalidade e gostos durante toda a cerimônia, do início ao fim do casamento.

Porém, a minha opinião é que o instante da celebração deve ser marcado por tudo que parecer atemporal. Aquela baladinha romântica que está super na moda e que é a cara de vocês ou aquela música que não deixa ninguém parado… tudo isso pode ficar para hora da bombação da festa.

Mas lembre-se: o seu casamento É O SEU CASAMENTO e a minha opinião é só uma sugestão. Cabe a você decidir se vai mesmo colocar um Ramones ou Ivete Sangalo como música dos cumprimentos ou para a saída.

E como cada casamento pode e deve ter um estilo diferente: na praia, no campo, durante o dia e, principalmente, se não for celebrado dentro da igreja, você tem muito mais liberdade em ousar e fazer a música casar com o tipo de celebração.

Não caia em armadilhas

Se você e seu amor se apaixonaram pela Nona Sinfonia de Beethowen ou qualquer outra música que precise de um grande número de pessoas no coral ou orquestra para a execução, cuidado se algum profissional defender que pode tocá-la em “versão reduzida”.

Há algumas peças que exigem uma grande quantidade de músicos, caso contrário o efeito pode ser uma decepção total!

Então como o casal dispõe de um orçamento (o nosso melhor amigo durante a organização do casamento), sempre pergunte ao profissional que você irá contratar qual o número mínimo de músicos para executar a música que vocês escolheram, a sua verba pode não permitir mais de 3 ou 5 músicos.

Harpa

Se você sonhou com uma celebração delicada, a harpa pode ser a sonoridade que está buscando.

Poucas pessoas recorrem a ela e esse pode ser o diferencial do seu casamento, que vai ficar cheio de magia com o efeito que esse instrumento pode causar e além se ser lindo e deslumbrante, pode ser mais econômico do que contratar 5 músicos para a celebração.

Mais um assunto para você pensar antes de dormir!!!