Noivas que inspiram: Lady Di

O casamento ocorreu em 29 de julho de 1981, em Londres, na St. Paul’s Cathedral. A cerimônia contou com nada menos que 3500 convidados e foi assistida por cerca de um bilhão de pessoas em todo mundo pela televisão.

Diana se tornou oficialmente Sua Alteza Real, a Princesa de Gales. Esse casamento foi considerado um conto de fadas e a princesa conquistou o público com sua beleza e carisma, chamando, muitas vezes, mais atenção do que seu marido, o lindo Príncipe Charles.

 

O modelo do vestido de noiva utilizado por Lady Diana, desenhado pela dupla inglesa David e Elizabeth Emanuel, virou o símbolo dos vestidos de noiva dos anos 80.

 

 

Buquê imenso, mangas bufantes e a cauda do vestido gigantesca. Pode até parecer exagerado, mas foi uma marca naquela época. Se é algo não tão usável nos dias de hoje, não deixa de ser uma referência e você não pode esquecer que a moda é cíclica: daqui a pouco poderemos voltar a usar esse tipo de manga.

Noivas que inspiram: Grace Kelly

Pretendo fazer uma série de posts sobre noivas icônicas, aquelas maravilhosas que inspiram várias outras noivas por décadas.

Vou começar com Grace Patricia Kelly Ingrid, uma das musas de Hitchcock, que com esse nome e com essa carinha, lógico que se tornaria princesa.

Linda é pouco!!!

Em 19 de abril de 1956 Grace Kelly se casou com o príncipe Rainier III e tornou-se uma referência e inspiração para tantas outras noivinhas.

E quando todos acreditavam que Kate Middleton surgiria com um vestido inspirado na noiva Lady Diana, eis que a  Duquesa de Cambridge aparece com um vestido inegavelmente inspirado em Grace Kelly.

Como não amar um vestido de princesa!!!

Como tudo começou

O blog ainda está em construção. Aos poucos ele vai ganhando forma e o meu jeito. Assim pretendo: que o blog tenha a minha cara.

Mas esse é um blog sobre casamento e não é possível falar desse assunto, sem falar sobre o que me move: o amor !!!

Nada disso estaria acontecendo na minha vida, sem que o meu amor estivesse envolvido. E o amor chega quando não é esperado. Foi dessa forma que aconteceu comigo.

Várias amigas solteiras reclamam a dificuldade de encontrar um cara parceiro, um companheirão, o amorzão das nossas vidas. Talvez a solução seja não procurar ou ficar atenta para os sinais que o seu amor chegou.

Encontrei Diogo quando menos esperava. Eu vivia uma fase muito difícil, alguém que amava muito estava doente e partindo dessa vida. Essa pessoa foi o elo que me uniu a Diogo, conhecê-lo foi um último presente que esse alguém tão querido deixou em vida.

Primeiro nós nos tornamos amigos (amizade colorida), depois (ou tudo junto) um amor impossível de deixar passar.

Em setembro de 2012 subiremos ao altar para sacramentar um amor que começou há 10 anos.

Espero que todos encontrem o seu par, mas não fique na ansiedade da procura ou achando que não encontrará nunca. Quando você perceber, ele já chegou.

Amo!!!