Um dia em Giverny

Hello Noivinhas de Evasê e casais!!!

O post de hoje é especial para quem está planejando a Lua de Mel ou viagem romântica a dois para comemorar aniversário de casamento ou simplesmente para celebrar o amor. Já ouviu falar em Giverny??? Já ouviu falar em Claude Monet??? Os amantes das artes ou quem procura passeios lindos nos arredores de Paris provavelmente já ouviu falar em Giverny e a casa e os jardins de Monet. Nesse post vamos conferir como e quando ir a Giverny!

Em outubro de 2015 eu e meu marido fizemos uma viagem à Londres e Paris, que renderam 2 posts sobre nossos dias em Londres (confira aqui e e esse também) e um ensaio fotográfico em Paris. Como nossas viagens são avulsas e organizadas por nós, vou compartilhar mais essa dica e roteiro para quem se aventura como nós.

Seguimos o passo a passo para ir à Giverny, indicado nesse post do site Viaje na Viagem

QUANDO IR

Todos os dias de 25 de março até 1° de novembro, das 09:30 às 18:00. Os meses das estações da primavera e do verão são os mais indicados para a visita, mas o outono também guarda a sua beleza e cores, com a vantagem de ser menos cheio e com filas menores. Fui no outono, em outubro e recomendo.

COMO IR

De trem e ônibus: Pegue o trem Intercités que serve a rota até Vernon, na estação Saint-Lazare. O trem tem configuração de trem regional de alta velocidade. Compre passagem para a cidade de Vernon e na plataforma procure pelo destino Rouen, que é o ponto final da linha. Os trens partem a cada 2 horas e os melhores horários para aproveitar a visita são os das 8h20, 10h20 e 12h20. Desça na estação da cidade de Vernon. A distância até Giverny é de 7 km. Você pode pegar um ônibus que sai a cada 15 minutos, em horários coordenados com os trens que chegam de Paris.

COMPRANDO OS TICKETS

Para evitar filas e imprevistos o melhor é comprar pela internet.

O bilhete de trem você pode comprar no site da SNCF. Cada bilhete custa € 14,70 (ida e volta por € 29,40).

Essas passagens compradas pela internet são válidas por dois meses a contar da data da compra. Ao finalizar a operação de compra, selecione a opção de entrega “borne libre service”. Ao chegar na estação Saint-Lazare, procure a máquina de auto-serviço e passe o cartão de crédito usado na operação. Sua passagem será impressa e você deverá validá-la (“composter”), inserindo a passagem na máquina colocada na entrada da plataforma.

Em Vernon compre as passagens diretamente ao motorista do ônibus que vai para Giverny.

Compre a entrada para a Casa e os Jardins de Monet no site da Fundação Monet. Você imprime os bilhetes em casa e apresenta na entrada.

A VISITA

É necessário fazer uma conta no site da SNCF para comprar as passagens. Feita a conta, escolhida a data e horários dos trens compramos e no dia fomos até a estação Saint-Lazare imprimimos os bilheres, validamos, fomos para a plataforma e observamos o destino final Rouen. O trem é confortável, simples, estava com lotação média e a viagem é rápida. Quando menos esperamos chegamos em Vernon. Os ônibus são de fato coordenados com os horários dos trens. Compramos as passagens por € 8 (ida e volta) com o motorista e seguimos para Giverny.

GIVERNY (1)

GIVERNY (2)

Estava super ansiosa para chegar à Giverny e conferir se era como sonhava. Tanto Vernon como Giverny são cidadezinhas aprazíveis, fofas, interioranas, nem de longe lembra a agitação de Paris. Quando chegamos a Giverny fomos nos encaminhando para a Casa de Monet e como havíamos comprado as entradas pela internet, bastou apresentá-la e “furamos a fila”, que pela época do ano não estava grande. As pessoas tem receio de ir no outono achando que não estará florido. Ledo engano!!! Imagino que na primavera e no verão é algo apoteótico, mas achamos simplesmente encantador. Nós iríamos sempre e muitas vezes.

GIVERNY (3)

GIVERNY (4)

GIVERNY (5)

GIVERNY (6)

Começamos a visita pela Casa de Monet (não pode fazer fotos no interior), seguimos para os jardins, ficamos hooooras, passamos pela loja do museu, algumas coisas custando pequenas fortunas (EM EUROS), mas é possível comprar livros, cartões postais e gravuras com réplicas dos quadros.

Comemos por um dos cafés de Giverny. Existem muitas opções próximo ao centro turístico e nas redondezas da Casa de Monet. Partimos de Paris no trem das 10h20 e voltamos por volta das 16h, confesso que nem lembro, mas confira o horário do trem da volta.

GIVERNY (8)

GIVERNY (9)

GIVERNY (10)

GIVERNY (11)

GIVERNY (12)

GIVERNY (13)

GIVERNY (14)

GIVERNY (15)

GIVERNY (16)

GIVERNY (17)

GIVERNY (18)

GIVERNY (19)

GIVERNY (20)

GIVERNY (21)

GIVERNY

GIVERNY (7)

Se iríamos de novo??? Agora!!! Amei tanto. É muito lindo e mágico. Pode parecer o maior clichê, mas senti como se estivesse num quadro de Monet!!! Passeio recomendadíssimo!!!

Deixe seu comentário