Inspiração | Casamento industrial

Hello Noiva de Evasê!!! Se tem uma tendência no mundo dos casamentos que veio forte e veio para ficar, sem dúvida alguma são os casamentos em estilo industrial. Mas não se trata apenas de um único estilo. A decoração industrial é tão versátil e agrada tanto, que a mistura com outros estilos também está em alta. Experimente a mistura do estilo industrial com rústico ou uma decoração mais sofisticada. O industrial também combina com um estilo mais moderno ou vintage. Se você está procurando algo contemporâneo e muito atual, vai cair de amores por esse estilo e algumas características vão ajudá-la a entender melhor essa decoração.

Características da decoração industrial

A decoração de casamento no estilo industrial é inspirado em galpões, espaços industriais, amplos e rudimentares, com estruturas expostas, mas algumas características chamam a atenção e podem ser destacadas:

  • Concreto, tijolos, parede ou piso de cimento;
  • Galpões industriais ou espaços amplos;
  • Encanamentos ou vigas aparentes e metais expostos;
  • Portas com estilo rústico e janelas largas de vidro e ferro;
  • Lâmpadas vintage ou com filamento aparente e bancos de metal.

Com essas características e as imagens a seguir, fica fácil entender e se inspirar com o casamento no estilo industrial. Pode salvar na pastinha e começar a planejar a decoração do seu com essa decoração que ficará super atual e que poderá ficar com a cara dos noivos, no mistura com outros estilos como romântico, moderno, vintage ou sofisticado. Confere.

Uma dica minha: acrescente muitas velas e folhagens ao projeto de decoração. Vai ficar um arraso de lindo. Inspirem-se

 

Ficha técnica: Via: Polka Dot Bride | Fotografia: Izo Photography | Vestido da noiva: Cleo Borrello | Terno do noivo: Tony Barlow Formal hire | Flores e produção: Bits & Blooms | Mobília: Turtle and The Pelican | Iluminação: Owl and Bear |  Penteado e maquiagem: Lisa Chester Hair & Makeup | Bolo de casamento: My Sweet Dream Cakes | Convite e papelaria: The Little Press | Local: Distribution LaneModelo: Briana Shepherd, Vivian's Model Management

 

Compartilhe

Casamento Rústico | Mycheline e Leonard

Hello Noivas de Evasê!!! O Casamento de hoje é muito lindo e cheio de inspirações. É um casamento com alma, daqueles que cada detalhe foi pensado por ter um significado e por representar algo na vida dos noivos e na história de amor que ambos vem construindo desde o namoro de 3 anos e 6 meses. Preparem-se para embarcar no diário da noiva, pois fiz questão de colocar no post praticamente tudo que a noiva escreveu e todos os detalhes feitos pelos noivos, num DIY de amor e muito carinho. Ninguém melhor do que a novia para descrever o amor que tomou conta do casal e os relatos sobre a experiência de construir um casamento com a cara e a identidade dos noivos. Vamos viajar e conhecer o amor da Mycheline e do Leonard.

História de Amor

Em um dado momento, no dia que conheci Léo, tive a certeza que seria grata a Deus por ter cruzado o meu caminho com o dele. Assim começo a descrever o dia em que nos conhecemos.

Fui convidada, por um amigo de infância, a viver uma experiência DIFERENTE em sua companhia, iríamos escalar! Aceitei o convite e no sábado, dia 06 de abril de 2013, partimos de Natal em direção a Serra Caiada/RN. Em meio a esse convite, meu amigo disse que outra pessoa iria com a gente para ajudar na escalada e assim aconteceu. Ele passou em minha casa, me buscou e fomos até a casa dessa pessoa. Chegando lá fui apresentada a “Léo”; o cumprimentei, escondendo a vergonha e o medo que estava sentindo de escalar. Em seguida, eles organizaram os materiais e seguimos em direção a Serra.

Para tentar encurtar a história, passei quase todo o percurso Natal – Serra Caiada olhando para Léo através do retrovisor. Detalhe: atualmente Léo, super gaiato, usa esse fato a sua favor, dizendo que passei toda a viagem o paquerando. Pior que nem foi! Quem me conhece sabe que nunca esqueço um rosto, uma pessoa; basta ver a pessoa uma vez, passar anos, e se eu encontra-la, irei lembrar. Pois vejam só como os desígnios Deus são perfeitos! Quando descemos do carro, já no “pé da serra”, comecei a conversar com ele (morta de vergonha, porque não sabia se o nome dele era Leonardo, Leandro ou sei lá o quê; e me julguei sem intimidade alguma para chama-lo pelo apelido) e fiz uma sabatina, como ele diz. Perguntei: “Léo, você tem irmão?”; Ele: “tenho”; Eu: “seu irmão tem uma filha? E vai ganhar um bebê por esses dias?”; Ele: “isso!” (já assustado); Eu: “-menino, não acredito que você é tio de Sofia!” e comecei a sorrir. E Léo me olhando sem entender coisa alguma. Até que eu disse “-eu fui professora dela.”“-e como você e seu irmão são parecidos. Eu achava que lhe conhecia de algum lugar, agora sei que é por causa da semelhança com o pai de Sofia”. Não sei o quê passou pela cabeça dele e é melhor nem saber.

Sei que comecei a escalar e no meio da rocha o medo tomou conta de mim e me senti totalmente insegura, queria ter asas e sair daquele lugar voando. Até que Léo tomou conta da cena, passou a me guiar na escalada e assumiu o papel de protagonista, espantando o medo que havia tomado conta de mim. Já disse isso a ele e espero não cansar de falar: a voz dele me abraçou de uma forma tão profunda que confiei nele por completo. Foi nesse momento que devo agradecer a Deus por estar ali, segurando e sendo “segurada” por uma corda, com as mãos cheias de pó de magnésio, tentando subir rocha a cima e guiada por uma voz que me abraçou. Consegui chegar no final da via (hoje sei que não fiz grande coisa, mas fiz), desci feliz, voltamos para Natal e algo não saiu da minha cabeça: aquele “abraço seguro”.

No final de semana seguinte, eu e esse amigo fomos ao teatro assistir a um espetáculo de humor e, não sei porque, pedi que ele convidasse Léo também. E fomos os três novamente: eu, meu amigo de infância e o amigo dele que eu mal conhecia. Sorrimos muitos, nos divertimos e cada um seguiu seu caminho.

E as redes sociais fizeram o favor de cruzar nossos caminhos e estreitar os laços. Léo e eu conversávamos diariamente, por horas seguidas, via internet. Tentamos marcar algo e nunca dava certo. Até que no dia 27 de maio, de forma totalmente despretensiosa, o encontro aconteceu: ele passou o dia inteiro em uma competição de jiu jitsu e eu estava em um chá de casa nova de uma grande amiga, mas nos encontramos. Ele com a medalha de ouro para me mostrar e eu cheia de ansiedade. Desde então, não teve um dia onde não estivéssemos juntos, onde ele não tenha me abraçado (as vezes com aquela voz, outras com o olhar, outras com o calor dos braços).

O Pedido

Engraçado é que com a gente as coisas aconteceram de forma diferente, ao menos para mim. Nos olhamos, já queríamos ficar juntos; nos beijamos, já era namoro; começamos a namorar, ele já queria casar. Rsrsrs.. Com 1 mês de namoro Léo disse que queria morar comigo. Eu, óbvio, pensei “tá querendo enganar a besta? Unf!” e nem dei os cabimentos. Na verdade, não acreditei que poderia ser possível.

Então, quando fizemos 1 ano de namoro começamos a idealizar como seria o nosso grande dia – até porque sempre tive o sonho de ter festa de casamento. Com 2 anos de namoro, ainda com o “status namorando”, começamos a pesquisar e fechar contrato com os fornecedores.

E, com quase todos os contratos fechados, o nosso casamento já estava quase todo estruturado e as alianças já compradas, Léo me convidou para jantar. Me levou A cozinharia (que há tempos a gente planejava conhecer e nunca dava certo) e lá, no meio de uma conversa bem legal, ele tirou nossas alianças do bolso e perguntou se eu queria casar com ele. Foi lindo! Ai que vontade de voltar no tempo!

Os Preparativos

Se eu disser que foi o melhor estresse que eu poderia ter, dá para sentir como foi?! Foi maravilhoso!

Entretanto, quando as minhas amigas me perguntam se vale a pena gastar dinheiro com festa de casamento eu respondo “se você tem o sonho de fazer festa de casamento, faça! Será um investimento, não gasto aleatório. Agora, se isso não é um sonho/desejo, não faça porque irá se arrepender. Além do investimento financeiro, que é alto, tem o investimento de algo muito importante que é o tempo”.

E, como para mim era um sonho, organiza-lo foi mágico. Eu me aprofundei inteiramente nesse mundo, fiz muitas pesquisas na internet (blog de casamento é a melhor fonte de pesquisa: Noiva de Evasê e Lápis de Noiva foram uma fonte muito fértil para mim); criei muitas pastinhas no meu computador com inspirações; meu noivo e eu trocamos muitas ideias com todos os fornecedores e personalizamos cada detalhe.

O Grande Dia

Como o melhor dia da minha vida, até esse momento! Ver amor em tudo; ver que cada detalhe planejado foi executado com maestria pelos fornecedores; ver nossas famílias e amigos com sorrisos nos rostos e amando tudo; saber que escolhemos o melhor espaço; só receber elogios; e ouvir até hoje a seguinte frase “o casamento de vocês foi o melhor casamento que já fui!”.

O primeiro mais emocionante foi durante a celebração religiosa, onde meus avós maternos entraram na igreja conduzindo uma imagem da Sagrada Família até o altar. Foi mágico! Imagem que escolhemos para ficar na sala da nossa nova casa.

E o segundo foi na Macamirim, quando dançamos nossa primeira música já casados. Léo pediu para que a banda ensaiasse, em segredo para mim, e tocasse duas músicas que são “nossas” (My girl, The Temptations e Certeza do amar, de Perfume de Gardênia). Me senti nas nuvens e a mulher mais amada!

Detalhes DIY (faça você mesma) fazem a diferença

  • No lugar dos tradicionais bem-casados os noivos ofereceram potinhos com doces feitos pela avó e pela sogra da noiva: doces de banana, mamão e goiaba.
  • Os convites foram feitos pelos noivos e Luanna, da Macamirim. O casal desenvolveu a ideia, a prima da noiva executou a arte, as impressões foram feitas, os noivos escolheram os envelopes, a mãe da noiva e os noivos carimbaram os envelopes com o monograma do casamento e finalizaram tudo
  • As lembranças dos padrinhos e madrinhas foram divididas em dois momentos antes e para o casamento, com  idealizado, preparado e organizado pelos noivos, com a ajuda da prima da noiva e de Luanna, Macamirim (assessoria e muita troca de ideias). A noiva conta:

Construímos um convite super personalizado: em uma caixa de mdf (que nós escolhemos, compramos, pintamos e personalizamos com nossas iniciais), colocamos itens que eles usaram no casamento (suspensório preto e gravata borboleta na cor nude) e bloco com vários “encartes” com as informações importante: “O nosso Dia” (calendário que apontava a data do casamento), “O seu papel” (texto que criamos como papel do padrinho antes, durante e após o casório), “Mimos” (gravata e suspensório), “Inspire-se” (em duas páginas; na primeira, falava sobre o suspensório e gravata borboleta – em especial, por se tratar de algo não comum em casamentos em Natal e sobre a cor da camisa, calça e sapatos; na segunda, havia fotos de casamentos reais, onde padrinhos usavam gravata borboleta e suspensório)  “Oriente-se” (mapa e roteiro de acesso à Capela e à Macamirim), “Dicas” (texto descontraído); arrematamos a caixa com palha, fazendo um laço, e nela colocamos uma tag com o nome de cada padrinho.

Para o casamento: compramos uma diária para todos os padrinhos na Pousada Macamirim, para após a festa todos descansarem tranquilamente. Organizamos uma cesta com os seguintes mimos: potinhos de doce, kit ressaca, água mineral, biscoitinhos, cartão de agradecimento e vasos com rosas. No dia seguinte, havia um belo café da manhã esperando nossos padrinhos. Eles receberam esse mimo da seguinte forma: no mês anterior ao casamento, fomos até a casa de cada padrinho e deixamos na caixa de correios um envelope com o voucher da diária.

Para as madrinhas:convite personalizado com toda a papelaria dos convite dos padrinhos e, como mimo, presentamos as madrinhas com uma sandália personalizada. No caso de casais (padrinho e madrinha), os itens foram colocados em uma caixa única e finalizados com a tag do casal.

No dia do casamento: todas as madrinhas, daminhas, mademoiselle, mães – da noiva e noivo – se arrumaram no mesmo salão que me arrumei, em Lirêda. Então, eu e Luanna, pensamos e organizamos uma suíte bem linda para elas. Todas ganharam: robe bordado e na paleta do casamento, taça com monograma do casamento e seu nome (no caso das crianças foram copos tipo long drink). O espaço foi todo organizado com muito carinho e cuidado; havia balões e flores decorando e muita comidinha e bebida gostosos.

Após o casamento todas as madrinhas passaram a noite na Pousada Macamirim e receberam todos os mimos que nossos padrinhos ganharam.

A cerimônia religiosa sempre foi algo muito importante e desejada pelos noivos. Receber o sacramento do casamento era primordial e a celebração foi única, pois realizada pelo Padre que além de tio é padrinho de Crisma da noiva. Vem conferir.

Sobre o dia da festa e o local para receber o sonho idealizado e planejado pelos noivos, a Mycheline escolheu uma festa ao ar livre e não poupa elogios aos parceiros do Noiva de Evasê Macarimirim Eventos: “O melhor lugar, a melhor equipe, a maior dedicação e minha eterna gratidão por tudo! Quando falo sobre a Macamirim não vejo um aspecto negativo, só positivo. Quando Léo e eu decidimos casar, iniciamos uma pesquisa de locais através da internet e, em uma dessas pesquisas, encontrei a Macamirim, por um feliz acaso. Agendei uma visita e Léo, minha mãe e eu fomos cheios de expectativas. E aconteceu amor à primeira vista. Fomos o primeiro casal a visitar a Macamirim após o casamento de Luanna e o segundo a fechar contrato.”

Vem conferir esse festão único e inesquecível.

E para finalizara a noiva deixa ainda outras dicas importantíssimas para quem está organizando casamento:

Dica da Noiva

Para as noivas que pretendem contratar assessoria eu indico que faça. Mas, para isso, realizem uma larga pesquisa para não contratar apenas por status ou informações propagadas pela mídia, pois a assessora/cerimonial precisam combinar com o perfil do casal.

Pesquisem! Utilizem a internet como uma ferramenta para acrescentar na construção da ideia e perfil do casamento. Após o casal decidir qual será a cara do casamento (campo, praia, tradicional, outros), é fundamental se aprofundar nas pesquisas para ter argumentos durante a contratação dos fornecedores.

Curtam a festa do casamento de vocês! Passa muito rápido. Então, em reunião com fotógrafo e cerimonial, planejem o tempo destinado às fotos e depois curtam a festa com seus convidados, dancem, comam e bebam.

Quanto às fotos, organizem uma listinha das fotos que o casal tem o desejo de ter como recordação: pais, famílias, amigos, padrinhos.. Lembrem-se: as fotos e vídeo, além das lembranças, são o que ficarão para o casal, no futuro. Sendo assim, é importante destinar um tempo para as tirar as fotos e, para que otimizar esse momento, a listinha irá ajudar, além de não esquecer de registrar o momento com uma ou outra pessoa.

Contratem empresas que vocês acreditam e confiam no serviço fornecido. Contratar um buffet, por exemplo, por cobrar um valor mais barato, mas que serve finger foods ou salgados frios não é um bom negócio. Há muitas empresas que prestam excelente serviço e que cobram valores justos ao que é fornecido. Vale muito a pena se deter à pesquisa e, nesse caso, às degustações. O mesmo serve para todos os fornecedores.

Quero agradecer toda a colaboração dos noivos e da Mycheline que contou todos os detalhes de como organizou cada fase do casamento e desejar muito mais amor e harmonia ao casal.


Guia Noiva de Evasê

Macamirim Eventos


Fornecedores desse casamento
Recepção: Macarimim Eventos | Acessórios da noiva: aliança: Vivara | brincos: Ônix | Grinalda: Valéria Gurgel | Lua de mel: Serra de São Bento e Monte das Gameleiras | Porta guardanapo: um nozinho com barbante de sisal, deixando o guardanapo estilo | Bebidas: espumante Gran Legado | chopp Original (Representante Rogério |  Beleza da noiva: Gabriel Souza e equipe (Lirêda Coiffeur, unidade Petrópolis) | Bolo do casamento: Eliza Sarmento | Buffet: Neuma Leão | Buquê de flores: Yellow Party | Caixetas p/ docinhos: São Paulo e as demais feitas pela noiva e mãe | Calígrafo: noiva | Celebrante: Padre Gilvan (tio da noiva) | Cerimonial: Z2 Cerimonial | Cerimônia religiosa: Capela de São José, em Nova Parnamirim | Cerveja: servimos chopp Origina | Convite: Noivos e Luanna, da Macamirim | Decoração da igreja e festa: Yellow Party | Dia da noiva (local): Lirêda Coiffeur | Dia do noivo: Saloon Barbearia | Docinhos e chocolates: Eliza Sarmento | Figurino do noivo: Rutra Menswear, Midway Mall | Filmagem: Royal Cinema | Fotografia: Elieber Luna | Guardanapos personalizados: LaVie Ornamentos finos | Gerador: Rodante | Grinalda: usei uma espécie de presilha, Valéria Gurgel | Hotel das núpcias: Pousada Macamirim | Iluminação: Baobá Iluminações | Lembrança de pajens e damas: convites personalizados e com mimos | Receptivo: Projeto Baco – duas vozes e dois instrumentos musicais | Música ao vivo: Projeto Baco e Banda Dubê | Música da igreja: Arte e Canto | Papelaria e identidade visual: Noivos e desenvolvimento da designer Raissa Rodrigues (prima da noiva) e impressão: Graphicaria | Placas com frases:  Yellow Party (trechos de músicas importantes par ao casal) | Projeto de decoração da festa: Yellow Party | Roupão personalizado (noiva e mãe da noiva, madrinhas e amigas): Mãos de fada, alta costura | Suporte das alianças: Zorenna, da Z2 Cerimonial | Sapato da noiva: Jorge Bischoff | Sapato do noivo: Rutra Menswear | Site de Casamento dos noivos: criado pelos noivos | Sonorização: Banda Dubê | Taças do brinde: Funny Festas e M3 personalizações: impressão do monograma e nome de cada madrinha, mãe, sogra, daminhas | Vestido da noiva: Valéria Gurgel | Segurança igreja e recepção): Macamirim eventos | Roupa damas: Mãos de fada, alta costura | Roupa pajens: Eden Lamour | Penteado damas: Lirêda Coiffeur | Roupa mãe da noiva: Lulu Store | Lágrimas de alegria: Porta lencinho impresso: “Malditos ninjas cortadoras de cebolas”, seguindo as cores da paleta identidade visual.

Casamento rústico vintage | Carolina e Leonardo

Hello Noivinhas de Evasê!!!

O post de hoje tem uma história cheia de romantismo: o Amor de colégio, o amor da Carol e do Leonardo que teve um ensaio super fofo e temático.

ENSAIO-DOS-NOIVOS-BLOG-DE-CASAMENTO-NOIVA-DE-EVASE-1

BLOG DE CASAMENTO (1)

Essa história de amor não só começou no colégio, como subiu ao altar na Capela do colégio do primeiro encontro e do pedido de namoro. A noiva Carolina conta pra gente:

Nos conhecemos no Colégio Marista de Natal em 2003. Léo estudava lá desde criança, e eu no Colégio Nossa Senhora das Neves, até que resolvi ir para o Marista no 1° ano do ensino médio em 2002. Mesmo estudando em salas próximas e tendo amigos em comum, só fomos nos conhecer em 2003, quando me mudaram para a turma dele. É porque a gente tinha que se conhecer…Deus nos colocou um no caminho do outro! Ficamos amigos de cara, até que a amizade evoluiu para algo mais. Na verdade quem foi atrás dele fui eu…rsrsrsrs…ele quem teve receio de estragar a amizade, mas resolveu arriscar. Ficamos por uma semana no colégio, até que ele me pediu em namoro no bebedouro perto da educação infantil, e estamos juntos desde então!

CASAMENTO BLOG DE CASAMENTO NOIVA DE EVASE (22)

Continue lendo “Casamento rústico vintage | Carolina e Leonardo”