Organizando um chá de panela/lingerie

É o máximo curtir todas as fases dos preparativos do casamento e se tem uma coisa que todas as amigas esperam ansiosamente é o momento de deixar a noiva de  porre pilequinho (tenho recebido verdadeiras ameaças de uma pessoa que atende pela alcunha de LouraDaEscada – medo define!!!).

Porém vem a dúvida: como fazer; o que servir; qual tema; se de panela, lingerie ou pangerie. Gente são muitas dúvidas e se a pessoa tiver ideias mirabolantes como eu!!!!!!!!!!!! Como faz? Como executa??!!

Primeira coisa. Ninguém tem que fazer um chá de panela ou de lingerie se não quer. Não é obrigatório!!! Faz se tiver com vontade, se for espontâneo, se curte esse tipo de festinha. Amei e me diverti horrores a todos que fui. E as amigas sempre se superam e capricham na produção abusando de coisas fofas, super femininas e que lembrem a noiva.

Diz a lenda tradição que a organização do chá ou despedida de solteira da noiva, cabe às madrinhas. Muitas fazem tudo na surdina e rola aquela surpresa no dia.

Sou do pensamento que ninguém deve se prender às convenções. Se você, noivinha, quer colocar a mão na massa e executar tudo sozinha (peça ajuda pelo amor de Deus) ou deixar que tudo aconteça segundo os planos maquiavélicos meigos e fofos de algumas amigas, que assim seja.

Vamos definir um passo a passo básico.

Qual estilo do chá?

Você ou suas madrinhas/amigas decidirão qual o tema mais apropriado e que tem mais a cara da noiva.

Se será algo mais sério (com a participação de mães/tias) ou se será uma balada bagaceira; se será chá de panela, lingerie ou uma mistura dos dois (pangerie) ou até mesmo um chá bar.

Quem e quantos convidados?

Pode ser algo super íntimo apenas pra turminha das meninas, tipo 5 ou 10 pessoas. Mas nada impede que a festa possa aumentar e sejam chamados mais convidados e a lista sobe para 20, 30, 40… quantos convidados quiser.

Local da festa?

Em casa, no salão de festa do condomínio, numa casa de chá, numa casa de praia, sítio, num bar… até motel tá valendo.

Brincadeiras?

Depende muito da noiva. Se é uma pessoa descontraída que topa qualquer coisa, então de tudo pode acontecer. Mas caso a noiva não seja tão fã assim desse tipo de brincadeira, respeite e faça brincadeiras leves ou nem faça nada, apenas curta a reunião com a galera (post em breve com guia de brincadeiras).

Lembrancinhas?

Também não há regra quanto a isso, mas acho super fofo dar cupcakes aos convidados ou alfajores e brigadeiro em potinhos.

Quais comidas servir?

Comidas leves e rápidas, como finger foods, e canapês, pães, mini sanduíches, salgadinhos, docinhos, chocolates, brigadeiros, cupcakes (help e a nossa dieta??!!).

Ou uma comidinha que tenha uma ligação com o tema da festa. Por exemplo, se o tema da festa for boteco… comida de boteco.

fotos: reprodução

E as bebidas?

Refrigerantes, drinks, caipifrutas, cerveja, espumante, champagne (Val Marchiori feelings), o que for da preferência da turma.

preppy real wedding

outdoor CT real wedding

Charleston, SC, real wedding

fotos: reprodução

Algumas sugestões de tema para seu chá. Esse logo abaixo,  foi simplesmente vermelho e branco:

fotos: Sarah Gray Photography

Esse chá o tema foi cassino:

fotos: Chris Nease

E o tema dessa festa foi: botões. Que criativo, né?!

fotos: reprodução

Prometo trazer várias sugestões de temas para o chá de panelas ou lingerie, como já fiz neste post aqui.

E aí, noivinha, animada??!!

Noiva ícone: Jacqueline Kennedy

Essas noivas tão marcantes, que chamo de ícones, tem uma presença, um estilo ou fazem parte – literalmente – da História, de uma forma que mudam uma época.

Essa é a visão que tenho de Jacqueline Kennedy Onassis.

Ela nasceu no Estado de Nova Iorque e se chamava Jacqueline Lee Bouvier. Era a filha mais velha de John Vernou Bouvier III, que era corretor de Wall Street e de Janet Norton Lee Bouvier  Auchincloss Morris (mas que nome gigante). Seus pais se separaram quando ela ainda era uma garotinha.

Jackie teve uma infância aristocrática e estudou em escolas renomadas. Graduou-se em literatura francesa pela Universidade George Washington e em 1951 conseguiu seu primeiro trabalho no jornal Washington Times-Herald.

Em março de 1952 ela acabou um relacionamento com John Husted e naquele mesmo ano, em maio, ela conheceu John F. Kennedy. Alguns meses depois de conhecê-la, Kennedy convidou-a para sair e então começaram o namoro que rapidamente evoluiu para o noivado.

Jackie e Kennedy casaram-se em 12 de setembro de 1953, em Newport (Rhode Island) e a cerimônia, na fazenda Hammersmith, contou com nada menos que duas mil pessoas.

O vestido foi desenhado por Anne Lowe e feito com 50 metros de tafetá de seda marfim, com uma enorme saia bufante, com aplicações e barra plissadas e o véu era da avó de Jackie.

O vestido atualmente está exposto na Biblioteca JFK em Boston e as fotos em preto e branco não retratam a beleza do vestido.

Em 20 de outubro de 1968, Jacqueline Kennedy casou-se pela segunda vez com o magnata grego Aristóteles Onassis, usando um vestido da alta costura verão 1968 de Valentino.

Tudo que a gente quer é sair por aí com um mega óculos fazendo a Jackie O.

Jackie O. não foi apenas uma noiva ícone, é uma mulher incrivelmente elegante, que por seu estilo é referência até hoje.

fotos: reprodução

Monique Lhuillier para noivas

Talvez você não esteja ligando o nome ao vestido (de noiva ou red carpet), mas sem dúvida alguma já  pirou amou um vestido da designer Monique Lhuillier, que consegue captar a essência do luxo com feminilidade, aliado ao glamour.

Ela cresceu nas Filipinas e as primeiras experiências com moda foram com sua mãe, que tinha um senso próprio do que é estilo pessoal e elegância, o que influenciou a carreira da designer.


fotos: reprodução

fotos: Just Jared

Impulsionada pela paixão por moda, Monique mudou-se para Los  Angeles para estudar no Fashion Institute for Design e Merchandising, quando descobriu sua inspiração para os vestidos de noiva. Em 1996 ela estreou sua primeira coleção de noivas e desde então é uma referência para noivas que curtem suas criações extravagantes e super glamourosas.

A coleção outono 2012 para noivas é simplesmente bárbara.

Olha que saia incrível desse vestido

fotos: John Aquino

Não consigo escolher qual é o vestido mais deslumbrante de todos!!!!

Se você amou os vestidos e acha que na nossa terrinha brasilis não temos Monique Lhuiller, enganou-se. Em São Paulo, é possível encontrar na White Hall  um espaço que apresenta coleções multimarcas de luxo para noivas e festas.