Elopement Wedding | Fernanda e Thiago

Hello Noivas e Brasil!!! Vamos começar a semana com muito amor e romantismo, com o casamento lindo e super intimista da Fernanda e do Thiago. A noiva (já casada) Fernanda inclusive foi correspondente exclusivíssima do blog Noiva de Evasê no instagram e mostrou no storios imagens inéditas da visita do Príncipe Harry e Meghan Markle, em Dublin na Irlanda.

Sim, a Fernanda e o Thiago moram hoje na Irlanda e foi lá que se conheceram. O país faz parte da história e da vida do casal. E eles comprovam o meu amor pela celebração do casamento.

Sou apaixonada por casamentos e por todas as inúmeras formas e estilos de comemorar esse momento de união e amor.

A Fernanda e o Thiago escolheram o Elopement Wedding para dizer o SIM. E fico muito feliz de ser sido um dos primeiros blog do Brasil a não só falar, como mostrar um Elopement Wedding, na prática,  que é o casamento a dois fora da cidade de origem do casal. Os noivos que escolhem esse casamento, optam por casar num lugar diferente da cidade deles, que pode ser qualquer outra cidade e até país. E lá celebrar o casamento apenas entre os dois ou com um número reduzidíssimo de convidados, como os pais dos noivos ou parentes muito próximos e amigos íntimos.

Como sempre digo, cada casal tem uma história e um estilo para celebrar o casamento e o momento de união de vidas e de sonhos. Alguns gostam e se identificam com uma festa de grandes proporções. Outros casam na praia, no campo, na cidade, a noite, de dia, numa festa média ou num mini wedding.

O estilo de comemorar é múltiplo e infinito e o que mais vale é jamais perder a essência: celebrar o amor. Vamos conhecer a história da Fernanda e do Thiago e o lindo elopement wedding que aconteceu no dia 18 de junho de 2018.

História de Amor

Nos conhecemos em abril de 2017 na Irlanda. Eu estava fazendo um intercambio de estudos e o Thiago já morava em Dublin há alguns meses. Nos apaixonamos instantaneamente e passei a morar na casa dele nos finais de semana. Durante a semana passávamos as noites em chamadas de vídeo no whatsapp, percebemos que não fazia mais sentido morar longe e com alguns meses de namoro passamos a morar juntos.

Não teve pedido de casamento romântico com surpresas, flores,jantar ou anel de noivado, apenas decidimos que iríamos casar e pulamos essa parte!

Os Preparativos e a escolha do Elopement Wedding

Nunca fui de sonhar com festas de casamento grandiosas com inúmeros convidados e vestidos volumosos.O Thiago queria mesmo ir ao cartório de bermuda e camiseta e assinar os papeis, tímido do jeito que ele e jamais iria querer uma festa. Mas eu queria celebrar esse momento de uma maneira simples, intimista e romântica com direito a fotos, votos, musica, buquê e vestido de renda. Como moramos na Irlanda não teria como fazer uma festa e preparar tudo a distancia.Jamais conseguiria dedicar um ou dois anos da minha vida para fazer um evento assim e morreria de ansiedade. Minha família é de Natal, a do Thiago de Minas, a irmã dele mora na Austrália, seria complicado. Além disso seria muito oneroso fazer uma festa. Entendo e respeito quem sonha com isso, mas queríamos investir nosso tempo e economias em outras coisas como viagens e nossa futura casa. Conversamos e decidimos fazer um Elopement Wedding. Então, 4 meses antes da data do casamento entrei em contato com os fornecedores. Embora seja um casamento simples é necessário planejamento.

Detalhes que fazem a diferença

Difícil descrever um estilo de casamento como o elopement wedding que é algo inovador. Posso dizer que ele teve elementos modernos, românticos e ate DIY como a cortininha de tsurus que o Thiago fez para fazer parte da decoração do casamento.

O Grande Dia

No dia que antecedeu o casamento choveu muito e nessa noite eu não dormi porque estava triste,pois queria uma cerimônia ao ar livre com céu azul.No dia do casamento quando a decoração começou a ser montada chovia ” cats and dogs” ,eu fiquei arrasada,mas decidi que não iria ficar triste,pois eu estava prestes a viver o melhor momento da minha vida.Eu não queria usar o plano B, mas a equipe de decoração mostrou que as vezes a segunda opção pode ser tão linda quanto a opção principal. Não tivemos céu azul, mas a chuva deu uma pausa para fotos lindas e inspiradoras.

Momentos Emocionantes

O momento mais emocionante do meu casamento foi quando o Thiago leu os votos, os mais lindos que eu poderia sonhar, foi a reafirmação dos sentimentos através de palavras. Um outro momento marcante foi quando eu entrei ao som de Stand by me.

Segue a dica de outro da Fernanda.

Dica da Noiva

Se você sonha em celebrar seu casamento mesmo que seja de maneira simples e sem um grande orçamento, faça do seu jeito sem se preocupar com modelo de casamento e com o “Tem que ter!”. O seu casamento tem que ter o que você quiser e ser do jeito que você quiser.

Muitíssimo obrigada a Fernanda e ao Thiago por compartilharem o elepement wedding no blog Noiva de Evasê e inspirar outras noivas e casais. Obrigada a Fernanda pela cobertura exclusiva dos Duques de Sussex em Dublin e desejo muitas felicidades aos recém casados.

Fornecedores desse casamento
Por questão de direitos autorais, o blog Noiva de Evasê tem a obrigação legal de citar o profissional de fotografia.

O blog gentilmente publica a lista de Fornecedores desse Casamento, a qual foi solicitada aos noivos e enviada por eles, constando os profissionais que os mesmos indicam.
Acessórios da noiva: Brincos Swaroviski | Beleza da noiva (cabelo e maquiagem): Ana Candidas | Bolo do casamento: Bilas Sweet |  Buquê de flores: Paulo Goettems | Celebrante: Rosania do Amaral | Decoração e Buquê de flores: Paulo Goettems | Figurino do noivo: Politix Suits | Filmagem: RLShortfilms | Fotografia: Camilla Bandeira | Hotel das núpcias: Toca da Coruja | Música ao vivo: Narley Sax | Vestido da noiva: Juraci Costureira, tia da noiva | DIY- Cortininha de Tsurus: noivo

 

Atacama | Dicas de viagem | Quando, Como ir e onde ficar

No mês de maio de 2018, eu e meu marido estivemos no Chile, mais precisamente no Deserto do Atacama e em Santiago. Foram 9 dias de viagem e sim (7 dias no Chile), foi bem corrido. Mas conhecer o Deserto mais árido do mundo, localizado no norte do Chile era um sonho Hoje vou contar como foram os preparativos para essa viagem e os passeios que fizemos com a Ayllu Atacama. O Deserto do Atacama tem paisagens belíssimas, únicas e indescritíveis, variações climáticas surreais e sem dúvida uma viagem inesquecível que você precisa fazer para conhecer e viver momentos mágicos.

Para não ficar um post gigantesco, dividirei em partes e nesse post focarei nas dicas de: quando ir; como ir e onde ficar no Deserto do Atacama.

Quando ir

Nós já paquerávamos o destino Deserto do Atacama há muito tempo. Lembro de ter comprado uma revista de viagem só porque a capa falava sobre o Atacama e o Salar de Uyuni (que fica na Bolívia). Então esse destino sempre esteve guardado na nossa lista de “temos que ir”. Tínhamos em mente que é possível ir ao Atacama o ano inteiro, mas sabíamos que durante:

  • outono (21 de março a 21 de junho) e primavera (22 de setembro a 21 de dezembro)

A variação climática e a amplitude térmica é menos drástica, ou seja: a variação e diferença de temperatura entre abaixo de zero e outras maiores não sofrem mudanças tão drásticas. Não esqueça que é um deserto e em alguns horários, como por volta do meio dia e a tarde, pode ser muito quente. Porém muitos passeios começam cedo e são na altitude e é bem provável que você pegue temperaturas abaixo de zero. Nos meses do outono e primavera essa mudança não é tão grande.

Pegamos -13Cº e 30Cº no mesmo passeio. No verão e inverno essa variação é ainda maior.

Mesmo que o Atacama seja o deserto mais seco do mundo, nos meses de janeiro e fevereiro chove, então alguns passeios ficam prejudicados. Em compensação se você pretende conhecer o Salar de Uyuni, nesses meses a água da chuva forma lâmina com um espelho d’água cobrindo o salar (que é branco de sal). E realmente parece um espelho refletindo o céu azul e o efeito é de infinito. Nós não fomos, mas queremos voltar porque as imagens são inacreditáveis.

Nos meses de inverno muito provavelmente haverá neve onde tem altitude e muitos passeios ficam de fato fechados, como o Salar de Tara, em razão da neve nas rodovias e para garantir a segurança. Sendo assim, evitaria o inverno em junho e julho.

E por fim recomendaria os meses de maio ou setembro.

Como ir

Você irá para Santiago, no Chile, e chegando na capital do país poderá pegar um ônibus (não recomendo pois é uma viagem bastante longa) ou um outro voo para a cidade de Calama, norte do Chile. De Santiago para Calama o voo dura entre 1 hora e meia a duas horas (aproximadamente). Chegando a Calama você pega um transfer para San Pedro do Atacama, cidade base e mais próxima para todos os passeios ao Deserto do Atacama.

Saindo de Natal/RN, você pode ir de Latam ou Gol. A Latam tem voos diretos para o Chile saindo de diversas cidades, mas daqui de Natal/RN é preciso fazer conexão (fizemos no aeroporto de Guarulhos/SP). A Latam que também é chilena, tem voo direto para Calama saindo de Santiago, mas se você comprar pelo site da Latam Brasil fica uma verdadeira fortuna. Pelo site da Latam Chile é bem mais barato, mas não é possível aos brasileiros comprar por esse site 🙁

Em novembro de 2017 surgiu uma promoção para o Chile pela Gol e compramos nossas passagens ida e volta Natal/Santiago/Santiago/Natal, com conexão em SP.

De Santiago para Calama compramos passagens pelo site da empresa aérea Sky Airlines, empresa low cost (baixo custo), que em nada deixa a dever às empresas aéreas brasileiras, que – teoricamente – não são de baixo custo.

O voo internacional da Gol incluía a bagagem de 23kg para cada passageiro, fora a mala de bordo e o item pessoal. Na Sky Airlines compramos a passagem que incluía a bagagem de 23kg. Essa passagem custou 68 dólares por pessoa, trecho de ida e volta Calama/San Pedro do Atacama.

Viajamos cada um com uma mala de 23kg; mala de bordo e mochila pequena (item pessoal).

Em Calama pegamos um transfer para San Pedro do Atacama. Diversas empresas fazem esse serviço e você pode até contratar direto do Brasil, até mesmo com agências chilenas. Nós preferimos fechar esse transfer em Calama quando desembarcamos e fizemos com a TransLicancabur, e no ato da compra já fizemos o agendamento da volta. Mas em San Pedro do Atacama tem uma unidade da TransLicancabur e na véspera confirmamos na própria agência (só pra garantir pois saíamos às 4h30min da madrugada), e foi super pontual em nos pegar e levar de volta para Calama e regressar para Santiago. O voo era às 08h40min.

Nosso percurso saindo de Natal/RN foi: 3 voos e 1 transfer. Praticamente 19 horas de viagem, com intervalo confortável de mais ou menos 3 horas entre cada voo. As leitoras acharam que iríamos para Londres 🙂 Não dessa vez!!!

Lembre-se que você vai despachar malas; passar pela imigração; pegar as malas em Santiago; passar pela imigração e fiscalização; despachar de volta. Então um intervalo muito curto entre os voos pode complicar essa logística. 

Onde ficar

A cidade base e mais próxima do Deserto do Atacama é San Pedro do Atacama. Li muitos posts por aí e assisti vários vídeos no you tube, contando que a cidade era pequena. Mas não achamos tão pequena assim não. Nos surpreendemos com o tamanho de San Pedro do Atacama.

A cidade tem aproximadamente 6 mil habitantes, ruas de terra e barro e toda a estrutura turística como lojas de roupas de frio e material esportivo; casas de câmbio; bancos; mercados; farmácias; bares; restaurantes; lanchonetes; diversas agências de turismo, algumas inclusive de brasileiros ou com chilenos que falam bem português.

Como uma cidade voltada quase totalmente ao turismo, tudo costuma ser caro. Compramos um par de luvas que saiu por R$ 200,00 (para ter uma noção). É bom levar tudo o que você precisa daqui, como roupas e medicamentos,  pois por lá sairá bem mais caro.

Todo o movimento se concentra no centro de San Pedro do Atacama, na rua principal, Calle Caracoles e nas Calles Toconao e Tocopilla.

A rede de hospedagem em San Pedro do Atacama é variadíssima e para todos os gostos e bolsos. De resorts de luxo e all inclusive a hostel com quartos comunitários.

Você precisará pesquisar o custo benefício. Mas quanto ao local recomendo que você fique próximo a Calle Caracoles, não exatamente no centro, mas nas proximidades.

Algumas pousadas e hotéis são meio distantes do centro e se você não se hospedar num resort de luxo com tudo incluso, até mesmo os passeios e, no caso, nem precisa ir ao centro, as pousadas e hotéis mais distantes podem render caminhadas bem cansativas e acredite: os passeios são bastante cansativos por si só.

Ficar próximo a Calle Caracoles, numa caminhada de 10 a 15 minutos, com fácil acesso a mercados, casas de câmbio, agências de turismo, restaurantes e lanchonetes, está de bom tamanho.

Nós ficamos num hostel, com quarto e banheiro privativo. Um hostel que é praticamente uma pousada com café da manhã incluso. Muitos estabelecimentos são chamados de hostel, mas de fato funcionam como uma pousada ou um hotel pequeno.

O quarto era super confortável, cama agradabilíssima e com edredom de lã alpaca (extremamente macio), mas o chuveiro tinha um problema enorme para aquecer a água. Quando simplesmente não esfriava no meio do banho. E acredite também que um banho frio com 4C° ou até mesmo 10C° é bem desagradável. Por essa razão não vou recomendar o hostel que ficamos.

Fizemos todos os passeios com a Ayllu Atacama, que foram extremamente pontuais e quase todos os passeios saiam muito cedo e nos pegavam no hostel.

Mas esse é assunto para o próximo post.

Fiquem sonhando com o Atacama. E eu quero voltar!

 

Filme de Casamento | Juliana e Rafael

Hello Noivas e Brasil! Vamos começar nossa semana com um filme de casamento muito, mas muito inspirador e com uma troca de votos que vai precisar de um lencinho (ou muitos), porque é muita emoção. Acompanhamos a jornada até ao altar da Juliana e do Rafael. Conferimos o ensaio dos noivos pré casamento (clique aqui) e depois o casamento romântico e ao ar livre repleto de amor e inspirações (clique aqui também).

E hoje é dia de conferirmos tudo em movimento com um filme belíssimo da Case com Bliss que captou não só toda a beleza da cerimônia do casamento, que aconteceu na Macamirim Eventos com cerimonial da Sonhos Cerimonial, como a felicidade e vibração pulsante da festa. Aperta o play e prepare-se para emoções intensas.

E claro que bati um papinho com a Juliana e trouxe para vocês um pouquinho do Palavra de Noiva.

O que teria feito diferente: Nada, foi perfeito para gente! Como sonhamos ❤️

Do que se arrepende: De não ter comido mais do buffet kkkkkk

Houve algum contratempo? Uma das nossas bandas atrasou quase 1h, mas colocamos uma playlist e deu pra rolar bem a festa ainda, o problema foi que não aproveitamos o tempo completo dessa banda porque tivemos o tempo limite do som e do gerador, mas mesmo assim, deu um gostinho de quero mais no casamento sem abusar!

Para as futuras noivas: Planeje com antecedência seu casamento, aproveite cada minuto da organização, comemore cada contrato fechado, e curta bastante o dia de vocês, é único e passa muito rápido, deixando uma saudade imensa 😍

Muitíssimo obrigada a Juliana e ao Rafael por compartilharem mais esse momento lindo e inspirador com o blog Noiva de Evasê.


Guia Noiva de Evasê

Cerimonial: Sonhos Cerimonial | Cerimônia e Recepção: Macamirim Eventos | Filmagem: Case com Bliss | Fotografia: Case com Bliss.


Fornecedores desse casamento
Por questão de direitos autorais, o blog Noiva de Evasê tem a obrigação legal de citar o profissional de fotografia.

O blog gentilmente publica a lista de Fornecedores desse Casamento, a qual foi solicitada aos noivos e enviada por eles, constando os profissionais que os mesmos indicam.
Cerimonial: Sonhos Cerimonial | Cerimônia religiosa: Macamirim Eventos | Filmagem: Case com Bliss | Fotografia: Case com Bliss | Acessórios da noiva: Joias – Ravenna Acessórios; Broche de cabelo – Cici Bride Details | Bebidas: Espumante Gran Legado Brut – Adega Perlage; Chopp Original; Whiky Old Par – Extra Roberto Freire | Bem-casados: Daniel Bezerra | Beleza da noiva (cabelo e maquiagem): Thalyson Salvino | Bolo do casamento: Daniel Bezerra | Buffet: Fátima Barros | Buquê de flores: Verde Claro Flores e Decorações | Carro traslado da noiva: Premier | Celebrante: Reverendo Gecionny Pinto | Chocolates: De Panela Brigaderia | Cerveja: Chopp Original | Convite: Estúdio Fina Flor | Decoração da Cerimônia e festa: Verde Claro Flores e Decorações | Dia da noiva: Thalyson Salvino | Dia do noivo: King Barbearia | Docinhos e chocolates: De Panela Brigaderia | Figurino do noivo: Janeína Barreto Boaz | Gerador: Gerador Express | Hotel das núpcias: Pousada Macamirim | Iluminação: Office Iluminações | Lembrança dos padrinhos: Cerveja dos Padrinhos feito pela tia da noiva | Lembrança das madrinhas: Caixa com Robe, Máscara de dormir, feito por tia Corina | Lembrança de pajens e damas: Camisas do Brasil personalizada e boneca de pano | Lista de presentes: Empório Rio Grande e Rio Center Megastore | Música ao vivo: Banda Edu Sá e Adriano Estilizado | Música da igreja: Harmonium | Papelaria e identidade visual: Estúdio Fina Flor | Placa do carro: Premier | Placas com frases: Verde Claro Flores e Decorações | Projeto de decoração da festa: Verde Claro Flores e Decorações | Robes personalizados: Ivaneide Azevedo (Costureira em Caicó/RN) | Suporte das alianças: Glorinete | Sapato da noiva: Arezzo | Sapato do noivo: Viggo | Sonorização: Banda Edu Sá | Vestido da noiva: Gloriza (Caicó/RN) | Convite padrinhos: Estúdio Fina Flor | Roupa damas e pajens: Janeína Barreto Boaz | Lágrimas de alegria: Sonhos Cerimonial.