Assessoria X Execução

E aí noivinhas e noivinhos (sei que tenho um público masculino, torço por isso!!!) como estão os preparativos? Muita correria, muitas planilhas, telefonemas para fornecedores, visitas, degustações, contas pra pagar???!!! Muita coisa meeesmo, sei muito bem disso.

Não sei em qual fase do seu check list você está, mas naquele post que indicamos um guia para você seguir, sugeri que em torno de 1 ano antes do casamento, o casal deve procurar uma consultoria para o casamento.

E como sempre vem a dúvida: o que é essa consultoria? É o cerimonial? É uma assessoria? É um wedding planner?

Vamos pedir ajuda aos universitários!!??! Vamos!!!

Assessoria completa ou wedding planner

A organização de um casamento implica em 1 milhão de detalhes que precisam de acompanhamento de perto: diversos profissionais, prazos a cumprir, orçamentos.

Paralelamente a isso os noivos tem que conciliar suas vidas profissionais e o estado emocional para ter o controle de tudo. Não é fácil.

Sem contar que a noiva muitas vezes não sabe sequer por onde começar – afinal nunca casou – é uma pessoa muito ocupada com o trabalho ou mora e trabalha em uma cidade diferente do local em que será realizada a cerimônia e a festa ou independentemente das questões profissionais e geográficas, o casal não se sente seguro para administrar vários contratos e a organização e planejamento do casamento.

Se esse é o seu caso, você precisa contratar uma assessoria completa ou o que se costuma chamar de Wedding Planner.

O serviço de assessoria completa ficará responsável por planejar todo o evento para que nada seja esquecido ou desprezado. A assessoria facilita  a vida dos noivos e de suas famílias, deixando todos tranquilos e seguros de que todos os detalhes foram providenciados.

Todo o trabalho de selecionar os profissionais e fornecedores, solicitar orçamentos, acompanhar o fechamento de contratos, elaboração de cronograma de planejamento e a verificação de todos os profissionais, será executado pela assessoria e claro com a supervisão dos noivos, que ficarão responsáveis por participar das degustações e avaliar o profissional/fornecedor que será contratado.

A assessoria irá acompanhar o casal do início do planejamento até o momento do sim, coordenando o cerimonial do Grande Dia e finalizando o serviço entregando os noivinhos no hotel para  a noite de núpcias.

Alguns serviços de assessoria completa oferecem até a organização e planejamento da lua de mel.

Esse serviço de assessoria completa ou wedding planner pode ser o anjo da guarda que você está procurando!!!

Assessoria do Dia ou Execução

É o que popularmente chamamos de cerimonial. Nesse serviço a assessoria não participará na escolha dos fornecedores, apenas tomará conhecimento dos contratos assinados com os profissionais e realizará reunião com os noivos para verificação dos detalhes finais.

No dia do casamento cuidará do cerimonial e fiscalizará o cumprimento dos contratos e as prestações dos serviços.

Muito cuidado com a contratação da assessoria completa!!!!

Certifique-se da idoneidade do profissional que você irá contratar, verifique referências, converse com noivas que tenham sido acompanhadas por esse profissional que você pensa em contratar e, se possível, dê uma passadinha básica para dar aquela conferida num casamento planejado e organizado pelo profissional.

Todo o cuidado e cautela são super necessários, afinal na assessoria completa toda a organização do casamento é uma tarefa da assessoria.

No meu caso contratei apenas a assessoria de execução. Tive tempo, disponibilidade e paciência de visitar mais de um profissional para cada função que procurei.

Mas essa pode não ser sua situação. Então pense e avalie o que você procura e o que precisa.

Destination wedding

Mil e uma novidades sobre casamento, não é?! E agora esse tal de destination wedding. O que é isso?

Calma meninas, sabe que essa é uma novidade nem tão nova assim??!!

O destination wedding é um casamento celebrado em outra cidade ou país diferente de onde os noivos moram, é um tipo de casamento que une duas coisas que todo mundo ama: festa e viagem.

Os noivos escolhem a cidade ou lugar que desejam fazer seu casamento, por exemplo, uma praia paradisíaca, uma serra ou outro país como França, Espanha, Itália… qualquer lugar. E os convidados viajam até o local para celebrar com os noivos o momento especial de união.

Ainda não é algo comum no Brasil, mas não deixa de ser uma opção e você pode unir a ideia do mini + destination wedding.

Os motivos que levam os noivos a escolher esse ou aquele lugar pode ser qualquer um, como um sonho de casar num castelo em Paris (bem pouquinho chique)  ou alguma ligação afetiva como o país de origem da família, a cidade em que os pais nasceram etc.

Os americanos e ingleses são pioneiros em adotar esse conceito de casamento e para eles é comum se deslocarem para a  realização de seus casamentos.

Pelas paisagens de sonho de princesa com castelos e excelente culinária e vinhos, a Europa é um dos locais mais requisitados para o destination wedding.

Porém, noivinha, nem tudo são rosas no reino dos casamentos e se você escolher esse tipo de celebração, alguns cuidados redobrados terá que tomar.

Primeiro: escolha locais que ofereçam serviços juntos. Os hotéis e resorts estão a cada dia mais preparados para hospedar e celebrar casamentos. É bem mais fácil para os noivos e para os convidados e se você ama muito uma cidade ou uma praia um pouco mais distante, dê uma conferida nos hotéis da região. Os pacotes costumam ter preços mais baratos do que organizar tudo separado.

Segundo: verifique a disponibilidade da família e amigos mais chegados. O Destination wedding tem uma coisa em comum com o mini wedding que falei aqui neste post. Os dois são celebrações íntimas, para poucos convidados. Se você está sonhando com um casamento que envolva uma viagem seja no Brasil ou para fora do país, com certeza haverá uma despesa maior e a propabilidade de pessoas queridas não poderem participar aumenta. Então, se você quer a presença de familiares e amigos no seu destination wedding, compartilhe suas ideias com aqueles que são especiais e não podem faltar na  celebração. Não pegue ninguém de surpresa, tipo: Vou casar no Castelo de Chantilly na França (Cicarella feelings)

Terceiro: envie o save the date com maior antecedência. As reservas de data são enviadas entre 3 a 5 meses antes do casório. No caso do destination wedding como haverá uma viagem, avise os convidados com uma antecedência maior, pois alguns precisarão providenciar férias, arrumar alguém para ficar com as crianças e, o mais importante, calcular o orçamento da viagem.

Quarto: preocupe-se com conforto de quem vai viajar. Informe-se sobre hoteis, reservas, passagens, negocie valores em razão da quantidade de pessoas.

Trabalhoso, né?! Quem falou que seria fácil bebê!!! Mas é tão lindo, mágico mesmo. Já pensou casar num vinhedo na Itália, Riviera Maya ou de fato num castelo na França.

foto: One and Only Paris Photography

E um casamento provençal, na Provence??!!

foto: Christian Oth Studio

Um sonho sem dúvida alguma!!!

Mini Wedding

Quando comecei o blog disse que iria compartilhar com quem viesse me visitar, ideias, referências e inspirações sobre casamento.

Nesse espaço divido também com vocês, uma espécie de passo a passo que os noivos devem fazer, como a escolha do estilo e o orçamento para a recepção e demais despesas, o check list e tantos outros detalhes que não se esgotam nunca. Toda festa é feita de detalhes e particularidades e para A festa do casamento também há algumas alternativas.

Uma maneira de fazer a sua festa é o Mini Wedding, que nada mais é do que um mini casamento, no exato sentido de ser uma pequena celebração para poucos e íntimos convidados.

foto: Angie Silvy Photography
foto: Leo Patrone Photography
foto: Emily G Photography

A proposta do mini wedding é reunir os amigos que de fato fazem parte da vida do casal, aquelas pessoas realmente importantes que compartilharam da trajetória dos noivos, a família e os amigos que frequentam a nossa casa. Não há espaço no mini wedding para convidar outras pessoas que não estejam nesse núcleo de intimidade. Aqueles convidados “sociais” que estariam na lista por uma questão de educação e gentileza não se enquadram nesse perfil de recepção mais intimista.

Por isso, o grande desafio do mini wedding é definir a lista de convidados, que não deve ultrapassar 100 pessoas.

A escolha do mini wedding cabe aos noivos ou a família, lembra do post que falamos sobre o estilo de festa e orçamento aqui. Então, esse é o momento de definir o que é mais o perfil do casal, pois teoricamente é um festa mais barata, já que terá menos convidados e o investimento em bebida e buffet tendem a ter um custo menor.

Digo teoricamente mais econômica, porque não é pelo fato de ser um mini wedding que a festa será simples. Muitas noivas optam por essa celebração por ser possível investir em uma festa ainda mais personalizada e refinada com itens elaborados com luxo e requinte, que não seriam possíveis numa festa para 300 convidados ou mais.

De qualquer forma, se uma festa simples ou luxuosa, será uma recepção extremamente agradável e charmosa, pois os noivos  e convidados tem muito mais oportunidade de interagir uns com os outros, pois todos são amigos e conhecidos.

Qual o local ideal para fazer o mini wedding?

Como será uma festa intimista, muitos optam por abrir suas casas e escolhem a casa de praia da família, sítio, fazenda ou outro lugares pequenos que possam receber uma decoração que os torne mais aconchegantes lembrando a intimidade do dia a dia. Pode ser num salão de um clube, num pequeno buffet, no salão da igreja, num restaurante charmoso, num hotel, pousada, casa de chá, jardim, numa mini galeria de arte.

foto: Leo Patrone Photography

O convite?

Não esqueça que o mini wedding  é um casamento, por isso não deixa de ser uma festa formal e exige convite. Mesmo que sua festa tivesse apenas 30 convidados, devem ser enviados convites impressos para todos. Caso a noivinha queira sofisticar seu mini wedding pode investir num convite com papel de alta qualidade, um calígrafo, um convite super chique.

O que servir?

Se o evento será pequeno e com a possibilidade de surpreender nos mínimos detalhes, é possível escolher um prato favorito e adequá-lo para o casamento, como também é possível caprichar num cardápio mais sofisticado se a proposta do mini wedding é ser um mini luxo. Não pode esquecer dos docinhos, chocolates e bolo que pode até ser de cupcakes.

foto: Angie Silvy Photography
foto: We Heart Photography
foto: Gabriel Ryan Photography
foto: EE Photography
foto: Cat Mayer Studio

 

A música?

Esse é um momento que os noivos devem adequar ao espaço escolhido e ao estilo do casal. Bandas ou orquestras com uma grande quantidade de componentes, provavelmente não irá caber num local pequeno. Nesse caso, é melhor contratar um DJ, um grupo de MPB, Jazz, quarteto de cordas ou uma mini banda que toque de tudo.

foto: Michael Underwood Photography
foto:Marisa Holmes Photography

E a decoração?

O mini wedding possibilita que os noivos façam uma festa mais temática e a decoração pode ser de acordo com as escolhas do noivo, pode ser uma festa com decoração vintage, ou como se a festa fosse num vinhedo, um lual, ou uma festa rústica com elementos de requinte, como pode ser uma festa pequena e super luxuosa.

Como é um festa pequena, porém charmosa, é preciso que você converse com o decorador para imprimir na sua festa o ar intimista e aconchegante que se espera do mini wedding.

foto: Leo Patrone Photography
foto: Emily G Photography

foto: Lauren Ross Photography

Curtiram o mini wedding?!